Atualizado em: 28 janeiro 2012

Chefão do Yahoo abandona a empresa

A saída da pessoa que realmente mandava no Yahoo!, pode abrir espaço para negociações outras que não foram possíveis devido a interferência de Young.
Jerry Young, co-fundador da Yahoo!

Jerry Young, co-fundador da Yahoo!

O co-fundador do Yahoo!, Jerry Yang,  deixou a empresa de Internet que ele ajudou a fundar em 1995. A saída de Yang deve acalmar aos acionistas que haviam criticado o pioneiro da Internet pela implementação de uma visão pessoal. Sua teimosia teria impedido acordos de investimento eficazes que poderiam ter ajudado a empresa a sair do buraco.

A saída de Yang vem duas semanas depois que o Yahoo nomeou Scott Thompson seu novo presidente, com a  missão de retomar o sucesso que o portal de Internet desfrutou nos anos 1990.

publicidade:

Wall Street acredita que a saída do chefe do Yahoo! pavimenta o caminho para uma maior injeção de dinheiro de capital privado, ou uma oferta para vender grande parte dos 40 por cento da Alibaba. As ações do Yahoo! subiram 3 por cento após o fechamento do mercado.

“Todo mundo irá supor que isto significa um acordo muito provável com seus homólogos na Ásia”, disse o analista do grupo financeiro Macquarie, Ben Schachter.

Desligamento absoluto e sem explicações

Yang, que cortou todos os laços formais com a empresa ao renunciar de todos os cargos, incluindo sua vaga no conselho de administração, tem sido criticado por sua condução dos negócios da empresa desde a sucedida tentativa de venda para a Microsoft em 2008.

”]Scott Thompson, o novo CEO da Yahoo [imagem capturada]A empresa não explicou o destino de Yang ou por que ele renunciou repentinamente. O novo CEO, Scott Thompson, ofereceu deu poucas pistas em um memorando aos empregados emitido após o anúncio.

O novo CEO fez uma tradicional declaração de agradecimento e elogiou o ponto de vista de Young. Algo muito comum na transição de cargos de chefia de grandes empresas, entretanto, sem qualquer valor efetivo.

O que muda?

Como não sou analista de mercado, posso apenas supor que a saída da pessoa que realmente mandava no Yahoo!, abra espaço para negociações outras que não foram possíveis devido a interferência de Young.

Passado muito tempo após o Yahoo! comandada por Young declinar da oferta de compra da Microsoft, ficou claro como a luz do sol que a decisão foi um erro de enormes proporções e consequências devastadoras.

O Yahoo! que já ia mal das pernas, só fez afundar. A empresa de Internet chegou ao ponto de passar meses tentando contratar executivos para o cargo de CEO, uma vez que a posição, mesmo com salário altíssimo, era vista como uma cadeira elétrica pelos profissionais.

Para o mercado seria excelente se o Yahoo conseguisse ampliar significativamente a participação da sua ferramenta de busca. O monopólio da Google e tem dominado o mercado e imposto regras nem sempre favoráveis para os produtores de conteúdo.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook