Atualizado em: 5 agosto 2011

Anonymous testa nova ferramenta hacker

O mais conhecido grupo de hackers testa uma ferramenta que, em teoria, poderia garantir a anonimato dos atacantes. Onda de prisões de hackers motivou o grupo.

Anonymous testa nova ferramenta hackerO grupo Anonymous está desenvolvendo uma ferramenta que poderá aumentar a eficiência dos ataques de negação de serviço, porque consideram a ferramenta atual, DDoS LOIC, muito vulnerável a investigações policiais.

A comunidade em volta do Anonymous acredita que sua ferramenta LOIC é demasiado frágil para se resguardar de investigações policiais, e não protege eficientemente o anonimato de seus usuários. Por conseguinte, desenvolveu um novo programa, RefRef, que será divulgado em setembro.

publicidade:

O RefRef é um software projetado para atacar os servidores de sites web, melhorando o sistema DDos LOIC. Até o momento, Anonymous testou a ferramenta no portal Pastebin, simpatizante do grupo. Aparentemente, o experimento funcionou, mostrando que esta ferramenta desenvolvida com Java Script é capaz de atacar sites com a sua própria capacidade de processamento, de acordo com o blog do AnonOps, um grupo afiliado ao Anonymous.

Isso amplia o método utilizado até agora pelo grupo hacker Anonymous, que tem como base, o envio massivo de tráfego para um servidor até que ele não suporte e comece a negar novas requisições. Por isso o ataque se chama “negação de serviço”.

O Anonymous também está testando outros sistemas, como Slow Loris e Keep-Dead DoS como uma alternativa, a fim de evitar a onda de prisões que ocorreram em vários países como Reino Unido, Espanha e Turquia, como registrado pelo jornal londrino The Telegraph.

O software LOIC, inicialmente projetado para fazer um teste de estresse em alguns portais da Rede, se converteu na arma preferida dos hackers, especialmente o grupo Anonymous, para realizar ataques cibernéticos. No entanto, este sistema salva o endereço IP do computador a partir do qual o ataque foi realizado. A menos que sejam usados métodos extras para garantir o anonimato do atacante, ele poderá ser rastreado pela polícia.

Este sistema tem permitido que muitos ativistas sejam localizados e finalmente presos, pelo que o grupo Anonymous decidiu melhorar os recursos de privacidade de suas ferramentas.

Fonte: AnonOps Blog

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook