Atualizado em: 28 junho 2011

O que é a Tanatopraxia

Conheça a Tanatopraxia, um método para manter os cadáveres mais "saudáveis".

TANATOPRAXIAUma célebre frase escrita por Ariano Suassuna no livro “Auto da Compadecida” e eternizada pelo personagem Chicó, no filme homônimo, nos faz refletir sobre a fragilidade da vida e a inevitabilidade da morte: diante de tantas dúvidas e incertezas que assolam a humanidade, apenas a morte é indubitável.

Apesar disso, nunca estamos preparados para ela e, por isso, durante toda a história da humanidade tentamos, através dos ritos funerários, amenizar a dor e o choque que ela nos causa – são as últimas homenagens que permitem aos familiares e amigos se despedirem de um ente querido e, em alguns casos de acordo com a religião, facilitar o caminho dele a um plano superior.

publicidade:

Cada sociedade lida com a morte à sua maneira e os ritos variam de acordo com a posição social, as crenças, as convicções religiosas ou filosóficas e a tecnologia disponível no momento. Várias técnicas foram utilizadas ao longo do tempo para garantir que durante esses ritos os corpos se mantivessem íntegros ou pudessem ser transportados a longas distâncias. A mumificação, a formolização e o embalsamento são algumas dessas técnicas.

Tanatopraxia – A arte de conservar o cadáver

Hoje, a mais moderna é a Tanatopraxia que, além de retardar a decomposição e garantir a conservação do corpo, imprime um aspecto mais saudável e natural ao cadáver. A técnica consiste na aplicação de líquidos conservantes e desinfetantes através de máquinas e equipamentos próprios, que evita inchaços ou efeitos pós-morte e elimina os possíveis vazamentos de líquidos, propiciando mais segurança e higiene para as famílias. O método permite aos familiares se despedirem com tranquilidade e garante a todos uma lembrança serena da pessoa.

Qualquer técnica que consiga atenuar a dor de perder um ente querido é sempre muito bem vinda.

Ariano Suassuna

“Cumpriu sua sentença, encontrou-se com o único mal irremediável, aquilo que é a marca do nosso estranho destino sobre a terra, aquele fato sem explicação que iguala tudo o que é vivo num só rebanho de condenados, porque tudo o que é vivo, morre.”

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook