Atualizado em: 15 março 2010

www.minhacasaminhavida.com.br

 

Visando diminuir um pouco o déficit habitacional, o Governo brasileiro lançou há mais de um ano o programa Minha Casa Minha Vida. O objetivo é construir cerca de 1 milhão de novas casas para suprir às necessidades dos  moradores.

publicidade:

As casas serão construídas em todo o Brasil, e o orçamento estimado para esse programa é de cerca de 34 bilhões de reais. Esse valor é gasto na compra dos terrenos, materiais de construção, pagamento de mão-de-obra e etc.

Poderão participar do programas Minha Casa Minha Vida famílias que possuírem renda familiar de até 10 salários mínimos. Para atender à necessidade especifica de cada família, o modelo de financiamento foi separado de acordo com a renda de cada família, ou seja, quem possui uma renda familiar entre 1 e 3 salários mínimos será enquadrado em uma forma de pagamento, quem possui renda familiar entre 3 e 6 salários mínimos será enquadrado em outro segmento, bem como as famílias que ganharam entre 6 e 10 salários também serão direcionados para a sua forma de parcelamento correspondente.

Entende-se como “renda familiar” a soma dos salários dos moradores de uma residência, por exemplo: marido ganha 2000 reais por mês de salário e a mulher ganha 3000 reais por mês de salário, logo, a renda familiar será de 5000 reais.

As famílias que ganham mais de 10 salários mínimos também terão algumas vantagens como:

– Quem tem Renda Familiar maior que 10 salários mínimos vai poder financiar imóveis de até R$ 350.000,00;

– O FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) vai poder ser usado para financiamento de casas ou apartamentos de até R$ 500.000,00;

– A Rodobens Negócios Imobiliários também oferece opções de imóveis para esta faixa de renda.

Clique aqui e saiba mais sobre esse programa que promete dar casa para os mais necessitados.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook