Atualizado em: 14 julho 2011


Tratamento Gratuito para Engravidar

Quando a gravidez não vem de forma natural, a tecnologia pode dar uma mãozinha e ajuda você a realizar este sonho. Confira aqui alguns procedimentos.
GravidezComo todos nós sabemos, a gravidez é o sonho quase todas as mulheres, as quais agardam este momento tão especial com muito carinho e afeto e, quando se tornam efetivamente mães, acabam descobrindo o real sentido da vida e passam a desempenhar este papel quase que intuitivamente, afinal, toda mulher já nasce com este dom. Porém, nem todas as mulheres têm facilidade em engravidar e outras possuem até mesmo problemas de fertilidade.

Existem inúmeros agentes causadores da infertilidade nas mulheres e para que se tenha um diagnóstico preciso, é necessário um acompanhamento médico. Geralmente, as mulheres que tem dificuldade de engravidar possuem problemas ligados ao útero ou já estão em idade avançada, o Fertilidadeque acaba sendo um fator negativo, levando em conta que a idade interfere diretamente no nível de fertilidade.

Muitas vezes a infertilidade não é causada por problemas físicos e sim psicológicos, levando em conta que a ansiedade é um dos fatores que mais contribuem para os casos em que a mulher não consegue engravidar naturalmente. Nestes casos, além do acompanhamento médico, é necessário um tratamento psicológico específico, a fim de minimizar toda a ansiedade e outros problemas de fundo psicológico que possam contribuir negativamente.

Quando a gravidez não vem de forma natural, a tecnologia pode dar uma mãozinha e ajuda você a realizar este sonho. Atualmente ouvimos muito falar sobre a fertilização in vitro, porém, saiba que esta não é a única alternativa que podemos encontrar atualmente.  Hoje em dia contamos com a tecnologia a favor e temos diversas maneiras de induzir a fertilização, tais como a indução de ovulação, a inseminação artificial e a injeção intracitoplasmática.

Na indução de ovulação, hormônios são injetados estimulando a liberação dos óvulos e posteriormente monitorado por ultrassonografia para acompanhar se o procedimento foi eficaz ou não. Na inseminação artificial o sêmen é coletado e preparado em laboratório e posteriormente injetados diretamente no útero no período de ovulação. Já na injeção intracitoplasmática, o espermatozoide é injetado no óvulo por uma agulha que chega a ser 8 vezes mais fina que um fio de cabelo.


Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook