Atualizado em: 6 outubro 2011

Toddynho saiu de fábrica com solução de detergente

Nesta quinta-feira (06/10) o diretor da fábrica do produto Toddynho admitiu o erro na fabricação, dizendo que o toddynho na verdade tinha uma solução de detergente com água, usado para a limpeza das máquinas dá fábrica.

Nesta quinta-feira (06/10), a fabricante do produto Toddynho admitiu que houveram falhas no processo produtivo do Toddynho em sua fábrica, localizada em Guarulhos, na Grande São Paulo.  Durante o processo o erro que ocorreu fez com que as embalagens do produto contivessem produtos de limpeza ao invés de achocolatado.

Toddynho

Embalagem de Toddynho continha na verdade uma solução usada para realizar a limpeza de máquinas. (Foto: Divulgação)

“A máquina produziu um pequeno lote que não tinha Toddynho. Era uma solução que nós usamos para lavar a máquina: água e uma concentração de detergentes de 2%”, diz Vladmir Maganhoto, diretor da unidade de negócios Toddynho da PepsiCo. Além da revelação, o presidente ainda citou que na solução de limpeza usada por engano, pode sim, conter soda cáustica. O presidente só decidiu se manifestar ao perceber que uma equipe de reportagem estava no local e ouviu um funcionário dizer que o problema tinha sido causado por um defeito de um dispositivo da máquina.

publicidade:

Aonde foi o erro?

Em vista de tais problemas, é justo que a população tenha conhecimento sobre o processo pelo qual um produto passa ao ser embalado, no caso, o Toddynho.

A montagem funciona 24 horas e produz 1,1 milhão de unidades de Toddynho diariamente. Quando o achocolatado já está pronto, ele é levado para tanques por tubulações até nove máquinas que envasam o produto. Quando um tanque está vazio, o dispositivo detecta e acaba interrompendo o processo. Quando isso acontece, uma lavagem automática é permitida. De acordo com o funcionário da fábrica da PepsiCo, a falha da produção teria ocorrido justamente nessa parte.

Segundo ele, o problema só foi percebido depois de quatro minutos do início da lavagem do tanque, quando funcionários viram as embalagens saindo quentes da esteira e interromperam o funcionamento da máquina. Segundo os relatos, o problema só foi percebido quatro minutos depois do ocorrido, ou seja, do início da lavagem do tanque.

[share]Quando os funcionários viram as embalagens saindo quentes da esteira e interromperam o funcionamento da máquina. Mas mesmo descartando, alguns funcionários deixaram escapar 80 caixinhas de Toddynho e desde então, a fábrica tenta retira-las do mercado. Quando perguntado sobre indenizações, o diretor dia que a prioridade é ajudar a vigilância sanitária e as vítimas e que é muito cedo para discutir sobre indenizações.

Sobre o caso

O produto Toddynho teve sua comercialização suspensa no Estado do Rio Grande do Sul na última quinta-feira após 12 pessoas relatarem ter sofrido queimaduras na boca e na garganta ao ingerir o achocolatado. Os consumidores reclamaram de irritação, ardência e lesões na mucosa da boca.

Com as queixas, o produto foi levado para análise onde foram apontados que o achocolatado estava com um índice de acidez muito alto para um alimento, atingindo um valor de 13,3 em uma escala de 0 a 14. Até agora, já são 29 pessoas que sofreram queimaduras ao consumir o produto. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) orienta a não consumir o produto e guardar até que tudo seja esclarecido e que todos os que estejam com acidez elevada sejam retirados do mercado.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook