Atualizado em: 20 novembro 2010

Radioatividade Historico

A desintegração espontânea de núcleos atômicos mediante a emissão de partículas subatômicas chamadas partículas alfa e partículas beta e de radiações eletromagnéticas denominadas raios X e raios gama. Você sabe qual a definição para isso? Difícil de entender, não é? Mas essa desintegração é chamada de Radioatividade.

publicidade:

Antoine Henri Becquerel é o nome do sujeito, no qual, descobriu esse fenômeno, no ano de 1896. Depois que ele descobriu, os cientistas constataram a existência de partículas ainda menores que o átomo, tais como: próton, nêutron, elétron.

Depois de muita evolução, a radioatividade pode ser produzida em um laboratório. Com isso passou a ter dois tipos de radiação, a natural e a artificial.

Radioatividade natural ou espontânea: É a que se manifesta nos elementos radioativos e nos isótopos que se encontram na natureza.
Radioatividade artificial ou induzida: É aquela produzida por transformações nucleares artificiais.

De acordo com o Brasil Escola, a radioatividade pode apresentar benefícios ao homem e por isso é utilizada em diferentes áreas. Na medicina, ela é empregada no tratamento de tumores cancerígenos; na indústria é utilizada para obter energia nuclear e na ciência tem a finalidade de promover o estudo da organização atômica e molecular de outros elementos.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook