Atualizado em: 14 junho 2013

Principais Causas de Acidentes nas Estradas Brasileiras

Acidentes nas estradas Brasileiras ocorrem com frequência, onde os maiores vilões causadores dos acidentes são o excesso de jornada de trabalho e imprudência dos condutores.
Você Sabia?
Que o primeiro semi-atrelado surgiu em 1881, puxado por um trator a vapor Dion. Caminhões movidos a vapor foram vendidos na França e Estados Unidos.
1048-AC0005

A imprudência é a principal causa de acidentes nas estradas

Existem diversos fatores que geram acidentes nas estradas brasileiras, o que poderá citar uma mudança de comportamento dos usuários e não de se ocultar as importâncias de uma condição correta das redes viárias.

Condições de Conservação da Vida

Este é um exemplo bastante comum, e o principal fator voltado a acidentes, é importante que exista um pavimento de qualidade, acostamentos e ainda uma sinalização correta para não prejudicar a segurança. Devido porém ao grande acúmulo de tráfego na região, existe uma dificuldade em adequar as vias corretamente para esta realidade.

publicidade:

Mudanças de Contexto das Rodovias

É também um ponto prejudicial, a urbanização de uma zona atravessada por uma rodovia, bem como a construção de acessos intermediários sem a necessidade de uma visibilidade, bem como a criação de linhas de ônibus sem paradas que são devidamente instaladas e protegidas.

Evolução de tráfego

Diversas disposições, que eram totalmente corretas na época da construção que não são mais aceitáveis como por exemplo aa interseção em níveis, acostamentos estreitos, canteiros centrais não protegidos, objetos que são fixos e não protegidos, a velocidade autorizada excessiva.
Algumas pesquisas realizadas puderam constatar que os acidentes com feridos teria diminuído até mesmo 10,4% nas rodovias privadas.

As rodovias públicas porém tiveram um índice de mais de 12,08% no mesmo período. Em acidentes com mortes que aconteceram entre os meses de 2005 a 2009 por exemplo, os índices permaneceram os mesmos, em torno de 6% nas ocorrências que aconteceram em rodovias consideradas públicas e mais ou menos de 3% nas rodovias privadas.

Informação

Não existe uma possibilidade técnica porém de se comprovar que uma rodovia é mais perigosa do que a outra, os acidentes acontecem por que em uma estrada com melhores condições de tráfego, os motoristas utilizam uma maior velocidade. Em estradas precárias, de pista única e menos movimentada o motorista acha que consegue realizar assim uma ultrapassagem que possa ser arriscada por conhecer a rodovia.

Os comportamentos dos brasileiros deverão ser adequados nos dois casos, e os motoristas precisam começar a conviver com estradas boas e também ter responsabilidade em estradas ruins.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook