Atualizado em: 12 agosto 2010

Previdência social para Autônomo

Um dos maiores problemas sociais no Brasil hoje ainda é o desemprego. Mesmo com um PIB elevadíssimo, digno de um país desenvolvido, nosso país apresenta índices assustadores de desigualdade social e miserabilidade, tudo isso, em grande parte, causado pela falta de emprego e a precária distribuição de renda.

publicidade:

Uma das soluções encontradas pela população é o trabalho autônomo, ou seja, por conta própria, sem vínculos empregatícios diretos com nenhuma empresa, mas trabalhando como prestador de serviços. Esta era uma categoria até bem pouco tempo considerada irregular e que não garantia muitos direitos perante as leis trabalhistas, e também com dificuldades para almejar benefícios como plano de saúde, crédito, seguro social, entre outros. Entretanto, pensando no quadro de desemprego já exposto, a Previdência Social abriu inscrição individual para esses trabalhadores a partir de 1 de julho.

Apesar da determinação já ter feito aniversário, ainda não se sabe muito sobre a mesma. Entre os benefícios adquiridos com a inscrição na Previdência Social para autônomos, estão: isenção de taxa de adesão ou para abertura de empresa própria, cobertura previdenciária, acesso a serviços de bancários – inclusive a crédito, redução da carga tributária, enfim, uma série de elementos que reduzem a burocracia existente hoje em todos os setores da malha estatal.

O trabalhador autônomo pode ter acesso a essas e outras informações no documento integral da Previdência Social – O Guia do Autônomo (contribuinte individual) através do site: http://previdenciasocial.gov.br/arquivos/office/3_081014-104341-274.pdf

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook