Atualizado em: 31 março 2010

OAB SP Inscritos

O estudante de direito, após se formar, ainda não está apto a exercer a profissão. Após sua formação acadêmica é necessário que ele ainda passe pelo exame proposto pela OAB (ordem Brasileira dos Advogados).

publicidade:

Segundo o Provimento n.º 109 do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil em seu artigo 1° “É obrigatória, aos bacharéis de Direito, a aprovação no Exame de Ordem para admissão no quadro de Advogados”

A Ordem dos Advogados Brasileiros nasceu em novembro de 1930, com o intuito de organizar a classe destes trabalhadores. Segundo texto do site da OAB de SP: “Fica criada a Ordem dos Advogados Brasileiros, órgão de disciplina e seleção de advogados, que se regerá pelos estatutos que forem votados pelo Instituto dos Advogados Brasileiros, com a colaboração dos Institutos dos Estados, e aprovados pelo Governo”.

A primeira fase da prova deste ano da OAB aconteceu no dia 17 de janeiro, enquanto a segunda fase ocorreu no dia 28 de fevereiro.

A partir de 2010, as provas do Exame de Ordem trouxeram questões sobre direitos humanos, direitos fundamentais e ética profissional. Com a inclusão destas disciplinas na prova espera-se à melhoria na qualidade do ensino jurídico no país.

No ato das inscrições, que já foram encerradas, os candidatos puderam optar por uma das Seccionais que integram o Exame Unificado em todo o país e pela cidade onde gostariam de realizar a prova. As provas foram aplicadas em todas as cidades no mesmo dia e horário.

O grande problema da prova do OAB está em nem todos concordarem com ela. Para muitos é uma perda de tempo ter que prestar o exame após ter se formado. Para eles, bastava a graduação aprovada pelo MEC. Porém, para a OAB, a única maneira de garantir que os advogados que irão atuar nesta profissão no país são realmente preparados é por intermédio do exame. Estima-se que somente cerca de 30% dos inscritos para o exame da OAB consiga passar na prova e ganhar o direito de exercer a sua profissão.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook