Atualizado em: 24 julho 2015

Tipo Sanguíneo mais Raro: O Negativo, A Negativo

Existem vários tipos sanguíneos, e dentro deste conceito tem uma coisa curiosa, alguns tipos sanguíneos podem receber de todos os tipos, ja outros tipos sanguíneos mais raros não. Existem tipos sanguíneos que são mais raros que é o caso do tipo O Negativo. O tipo sanguíneo O Negativo é considerado o tipo universal e, a maioria das pessoas que são doadoras tem esse tipo de sangue O Negativo, que são tipos sanguíneos compatíveis.

Qual o tipo sanguíneo mais raro?

Confira abaixo como estão divididos os tipos sanguíneos entre a população:

  • Grupo A +       36%
  • Grupo O +      37%
  • Grupo B +       9%
  • Grupo O –        7%
  • Grupo A –         6%
  • Grupo AB+      3%
  • Grupo B –        2%
  • Grupo AB –     1%

Tipos Sanguíneos Raros

O tipo sanguíneo O negativo é considerado o tipo mais raro, mas qualquer pessoa pode receber esse tipo de sangue. O O+ é considerado o mais comum e mais usados nos hemocentros em caso de transfusão.

Temos que ter sempre o cuidado de levar consigo um documento onde diz o nosso tipo sanguíneo pois, nunca sabemos quando vamos precisar, em caso de tipo sanguíneo universal o problema não é tão grave, o duro é pessoas com tipo de sangue especial que não pode receber de todos, caso venha necessitar de transfusão e, essa seja feita com tipo de sangue não compatível pode até ocasionar sérios danos aos órgãos vitais na pessoa devido a rejeição.

Doação de Sangue

Não importa o seu tipo sanguíneo, o mais importante é a doação, com certeza em uma emergência o seu sangue servirá, Sangue é vida. Então doe um pouco de sua vida. Doar sangue é um ato de amor.

O tipo sanguíneo mais raro no Brasil e no Mundo

Calcula-se que o sangue mais raro do mundo que é o O-, pode ser transfundido para todos os tipos sanguíneos somente 9% da humanidade possui. Em caso de emergência esse tipo sanguíneo é o que salva. Por isso todas as pessoas com esse tipo deveriam doar esse sangue.

Dono de um tipo de sangue raríssimo, o sr James Harrison, tem feito a doação constantemente para salvar inúmeras vidas, do seu plasma sanguíneo, que é extraído para a fabricação de vacina que são aplicadas em mulheres grávidas evitando assim que seus bebês nasçam com a doença chamada doença de Rhesus, que é a incompatibilidade entre o sangue da mãe e do bebê.



Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook