Atualizado em: 31 março 2010

Nomenclatura Binomial

Pedro, Maria, João, José, Carolina… Estes são os nomes que geralmente nossos pais nos dão, e que nos garantem uma identidade para o resto de nossas vidas, já que graças a eles somos incluídos dentro da sociedade.

publicidade:

Pois bem, o restante dos seres vivos também tem um nome para que possam ser identificados cientificamente. Trata-se da nomeação binomial. Este tipo de nomeação se chama binomial porque todos os animais que são catalogados por ele recebem dois nomes, o primeiro referente ao gênero e o segundo que denomina a sua espécie. Por exemplo, o cachorro recebe o nome de Canis familiaris (ou seja, é do gênero canis e da espécie familiaris). O nome é dado em latim, por esta ser uma língua morta, que não mudará.

O nome do gênero refere-se a um substantivo que deve ser escrito com letra maiúscula, já o nome da espécie trata-se de um adjetivo sempre escrito com letra minúscula. O nome da espécie nunca deve vir só. Tem sempre que estar acompanhado do gênero.

Outro ponto importante de se lembrar é que ao escrever uma nomeação binomial, as palavras que designam gênero e espécie devem estar em itálico. Não possuindo a formatação itálica, as palavras devem estar sublinhadas.

De acordo com o código internacional de nomenclatura Biológica, algumas categorias taxonômicas devem apresentar, em seu nome, uma terminação ou desinência que permite identificá-la. Para as famílias na classificação botânica a terminação é aceae (lê-se “ace”) e na zoológica é idae (lê-se “ide”).

Está prática de nomeação foi primeiramente proposta pelo naturalista suíço Gaspar Bahuin, no séc XVII, e formalizada por Carlos Lineu no século seguinte, quando os metodistas passaram a tentar organizar o mundo vivo em um sistema racional.

As principais vantagens desta maneira de nomeação é que todas as formas podem ser identificadas, sem risco de ambigüidade. Por serem escritas em latim, os nomes são de uso universal, independente da língua falada, o que facilita os trabalhos acadêmicos.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook