Mineração atual no Brasil

A relação do Brasil com a mineração é um caso muito antigo em vem desde os tempos de colônia. Hoje esse trabalho é responsável por três a cinco por cento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. A obra-prima da mineração é normalmente usadas por industrias metalúrgicas, siderúrgicas, fertilizantes, petroquímica,.

Em 2000 o PIB alcançou 8,5%, conseguindo movimentar aproximadamente 50,5 bilhões no Brasil. Segundo os estudos do Departamento Nacional de Produção Mineral o Brasil é um dos países com maior potencial mineral do mundo, juntamente com Federação Russa, Estados Unidos, Canadá, China e Austrália.

É um setor, portanto, de profunda importância, pois, além do que já representa para a economia nacional, o subsolo brasileiro representa um importante depósito mineral. Nós nos destacamos na produção de amianto, bauxita, cobre, cromo, estanho, ferro, grafita, manganês, níquel, ouro, potássio, rocha fosfática, zinco. Nacionalmente o ferro é o de maior importância para o país, com sete empresas importantíssimas como: Cia. Vale do Rio Doce; Minerações Brasileiras Reunidas S.A.; Mineração da Trindade; Ferteco Mineração S.A.; Samarco Mineração S.A.; Cia Siderúrgica Nacional; e Itaminas Comércio de Minérios S.A.

Hoje a mineração apresenta uma grande preocupação para o mundo, já que essa atividade causa um impacto ambiental, ocorrem desde alterações na paisagem até a contaminação da água por metais como o mercúrio. A mineração pode afetar também a qualidade do ar e do solo, destruir espécies animais e vegetais e causar poluição sonora. Portanto, a legislação atual exige um relatório da empresa que quer explorar a mineração com o compromisso de recuperar a área degradada.