Atualizado em: 14 julho 2011

Leis de Dilma – Aborto e Casamento Gay

A Candidata do PT à presidência do Brasil, Dilma Rousseff pode perder mais votos do que ganhar devido as polêmicas que estão rondando sua candidatura: aborto e casamento homossexual. Ela resiste a assinar uma carta assumindo o compromisso de não enviar ao Congresso projetos de lei que permitam a legalização do aborto e o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

publicidade:

Em uma carta divulgada ao Povo de Deus, tentando se aproximar dos cristãos, Dilma dizia: “Cabe ao Congresso a função básica de encontrar o ponto de equilíbrio nas posições que envolvam valores éticos e fundamentais, muitas vezes contraditórios, como aborto, formação familiar, uniões estáveis (…)”.

De acordo com o Estadão “a saída para o impasse, agora, será um documento de apoio à candidata escrito por pastores e políticos que integram a Frente Parlamentar Evangélica. Os signatários deixarão claro no texto que Dilma não vai interferir em questões religiosas, caso seja eleita para o Palácio do Planalto”.

A preocupação que gira em torno dessas questões é grande, já que é bom lembrar quando Marta Suplicy foi candidata ao governo de São Paulo e viu sua campanha desandar de vez no segundo turno depois que homossexuais sentiram-se ofendidos com um programa de TV da petista.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook