Atualizado em: 13 janeiro 2011

LBV – Legião da Boa Vontade

Mesmo diante de um mundo em que cada um só pensa em seu bem-estar, é muito confortante saber que ainda eixstem pessoas e instituições que se preocupam em difundir o bem e ajudar as pessoas. O mundo, certamente, seria um lugar bem melhor para se viver se apenas nos doassemos um pouco mais a causa do próximo.

publicidade:

Uma das instituições que mais presentes é a Legião da Boa Vontade, mais conhecida como LBV.

A Legião da Boa Vontade (LBV), CNPJ nº 33.915.604/0001-17, é uma associação civil de direito privado, beneficente, filantrópica, educacional, cultural, filosófica, ecumênica e altruística, sem fins econômicos, reconhecida no Brasil e no exterior por seu trabalho socioeducacional. Fundada em 1º de janeiro de 1950 (Dia da Confraternização Universal), por Alziro Zarur (1914-1979), tem como diretor-presidente José de Paiva Netto. Referência internacional em Educação com Espiritualidade Ecumênica, a Instituição tem colaborado, desde seus primórdios, para a melhoria da qualidade de vida de populações em situação de vulnerabilidade ou risco social e/ou pessoal.

Sua missão é: “Promover Educação e Cultura com Espiritualidade Ecumênica, para que haja Alimentação, Segurança, Saúde e Trabalho para todos, na formação do Cidadão Planetário”.

Reconhecimento das Nações Unidas
A abrangência ampla dos programas e ações e a excelência no trabalho realizado permitiram que a LBV fosse a primeira organização brasileira do Terceiro Setor a associar-se, em 1994, ao Departamento de Informação Pública (DPI), órgão das Nações Unidas, e a conquistar na ONU, em 1999, o status consultivo geral no Conselho Econômico e Social (Ecosoc). Em 2000, a Instituição passou a integrar a Conferência das Organizações Não-Governamentais com Relações Consultivas para as Nações Unidas (Congo), em Viena, na Áustria.

Progresso sustentável e qualidade de vida
Por meio de suas iniciativas socioeducacionais, fomentadas há 60 anos, a LBV também apoia a ONU em diversas ações empreendidas pelo organismo, a exemplo da consecução dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs), alguns dos mais importantes desafios globais, firmados em setembro de 2000. Naquela ocasião, os 192 países-membros da entidade aprovaram e assinaram uma declaração em que se definiu um conjunto de metas a serem alcançadas até 2015, a fim de melhorar a qualidade de vida da Humanidade e buscar a sustentabilidade do orbe terrestre. A LBV ainda colabora para a campanha mundial da ONU com a articulação de vários atores sociais, a realização de encontros e a disseminação de informações em cidades brasileiras, da América Latina e da Europa. De tais atividades surgiu a Rede Sociedade Solidária, que tem cooperado, de forma regionalizada, para uma atuação intersetorial de grande amplitude em prol do desenvolvimento sustentável e integrado. Além de mobilizar a sociedade civil para a obtenção dos Objetivos do Milênio, a LBV age, na sede da ONU em Nova York, como vice-presidente do Comitê de ONGs sobre Espiritualidade, Valores e Interesses Globais, grupo ligado à Congo. O intuito desse comitê é contribuir para um debate aberto e prático acerca da importância da Espiritualidade no desenvolvimento global, ideia defendida pela Legião da Boa Vontade a partir de suas origens. Seminários e eventos sobre o assunto, de grande valia, têm sido promovidos, atraindo a atenção de autoridades mundiais.

Valores
Com bases firmadas no espírito de cooperação, as ações da LBV pautam-se pelo sentimento espontâneo de Amor ao próximo, tendo como olhar especial a família e a participação efetiva dela na sociedade. Todas as iniciativas desenvolvidas buscam a promoção dos valores nascidos do Amor Universal, os quais dispõem o indivíduo para viver a Cidadania Ecumênica, pelo exercício pleno da Solidariedade Planetária, que está acima de crenças, descrenças, tradições, etnias ou qualquer fator de desagregação do Ser Humano. A bandeira da Instituição é o Novo Mandamento de Jesus, o Cristo Ecumênico — “Amai- vos como Eu vos amei” (Evangelho, segundo João, 13:34) —, porque o Amor do Divino Mestre inspira Fraternidade, Espiritualidade, ecumenismo, companheirismo, igualdade, respeito mútuo e outros valores.

Atuação
Todo o trabalho da Legião da Boa Vontade é realizado por meio de suas unidades socioeducacionais e de campanhas de conscientização e de mobilização social. O diferencial desse trabalho é a aplicação da Pedagogia do Afeto e da Pedagogia do Cidadão Ecumênico, que compõem vanguardeira proposta educacional criada pelo educador Paiva Netto e utilizada diariamente, com sucesso, nos programas desenvolvidos pela LBV em todo o País.

Unidades socioeducacionais
Localizadas em dezenas de cidades brasileiras, as unidades socioeducacionais da LBV são representadas por escolas de Educação Básica, lares para crianças e adolescentes e para idosos e Centros Comunitários e Educacionais.

Atendimentos
Para que se tenha ideia da abrangência da atuação da LBV, vale destacar que a Entidade prestou, em 2009, o total de 8.016.758 atendimentos e benefícios a populações em situação de vulnerabilidade recebendo educação, cultura, alimentação e apoio nos campos da segurança, da saúde e do trabalho, com um diferencial: a Espiritualidade Ecumênica, que a LBV aplica em tudo o que empreende.

Fonte: LBV

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook