Atualizado em: 27 janeiro 2012

Johnnie Walker ou João Andante

Nome e desenho parecidos fazem com que a empresa dona da marca Johnnie Walker entra na justiça contra a cachaça brasileira chamada João Andante.
Johnnie Walker acusa João Andante de cópia

A empresa responsável pelo Johnnie Walker acusa a cachaça brasileira de plágio.

publicidade:

Durante a semana passada, a empresa responsável por uma das marcas mais famosas de bebidas do mundo acusou uma cachaça brasileira de cópia. Segundo as informações divulgadas pela assessoria de imprensa, a inglesa Diageo, dona do uísque Johnnie Walker, entrou com uma ação no Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) na tentativa de tirar o nome de uma marca de bebida chamada João Andante.

Entenda o caso

Após saber da existência da cachaça brasileira com um nome muito parecido com a marca Johnnie Walker, a Diageo resolveu entrar na justiça em busca dos seus direitos, já que isso, segundo a empresa, “configura uma imitação de sua famosa marca de uísque”. Em um comunicado enviado para a revista “Isto É Dinheiro”, a empresa inglesa conta que a escolha do nome “João Andante” é “uma tentativa de pegar carona na marca, criando uma associação indevida na mente dos consumidores”.

Enquanto o processo ainda está rolando, a medida tomada pela empresa responsável pelo uísque Johnnie Walker acabou fazendo uma ótima divulgação da cachaça brasileira, que foi criada em 2008. Por conta da exposição da marca mineira João Andante, a empresa responsável por essa bebida conseguiu aumentar as suas vendas.  “Antes do processo, vendíamos em média 200 garrafas por mês. Agora, podemos chegar a duas mil unidades”, revelou Gabriel Silva, de 28 anos, um dos sócios.

Apesar do peso de ser uma grande marca internacional, muitos especialistas apontam que o Diageo acabou exagerando na sua ação e que a marca João Andante nada mais é que uma sátira, além dos dois produtos pertencerem a mercados distintos.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook