Atualizado em: 19 junho 2012

Implantes de silicone PIP não são tóxicos

Depois de ter havido casos de mulheres que tiveram suas próteses mamárias rompidas, estudiosos avaliam e garantem que não há riscos para a saúde das pacientes.
Você Sabia?
Desde o ano de 2011 as próteses de silicone da marca PIP foram proibidas de serem vendidas e comercializadas no Brasil. Os casos que mais repercutiram foram o das brasileiras que tiveram complicações, por conta de seus implantes rompidos.
Prótese PIP

Relatório garante que as próteses de silicone PIP não são tóxicas, tampouco causam câncer. (Foto: Divulgação)

Depois que a imprensa divulgou o caso dos problemas com as próteses mamárias da marca Poly Implants Prothéses (PIP) as mulheres que as possuíam ou possuem foram alertadas de que poderiam ser vítimas de câncer por conta da utilização, mas nessa semana estudiosos relataram que os implantes de silicone não são tóxicos.

O relatório foi elaborado por especialistas do Serviço Nacional de Saúde do Reino Unido e afirma que os implantes franceses não ameaçam a saúde das mulheres a longo prazo, porém deixa claro que as próteses PIP estão abaixo do padrão se comparado a outras marcas.

publicidade:

As mulheres que possuem os implantes devem ficar atentas a qualquer mudança no corpo, como por exemplo, dor, inflamação ou algum sinal de ruptura do silicone, o ideal é procurar um médico para realizar uma avaliação segura.

A extração da prótese mamária

A Associação Britânica de Cirurgiões Plásticos Estéticos avaliou que mesmo que não haja sinais de ruptura ou qualquer problema com o implante de silicone PIP as pacientes que o possuem devem ter o direito assistido de poder removê-las sem custo algum.

Mesmo tendo a certeza que o material não é tóxico uma avaliação feita durante a pesquisa para comprovar os riscos de pegar um câncer confirmou que as próteses da marca têm entre 15% e 30% de chances de romper.

Os números assustam um pouco, pois ficou constatado que outras marcas possuem probabilidade relativamente menor de abrirem dentro do corpo das pacientes, algo que gira em torno de 10% e 14%.

Como ficou a situação nos países

Inglaterra – As pacientes que fizeram a cirurgia na rede pública terão suas próteses substituídas sem custo algum, mas as que realizaram o procedimento em hospitais privadas ainda não serão atendidas dessa forma;

Gales – Todas as mulheres que têm o implante de silicone PIP poderão passar por nova cirurgia para fazer a substituição gratuitamente;

Escócia – Neste caso as próteses mamárias serão retiradas gratuitamente, porém não serão substituídas por nenhuma outra.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook