Atualizado em: 25 março 2013

Guerra do Iraque: A invasão Americana ao Iraque

Completando 10 anos, fique por dentro da invasão dos Estados Unidos ao Iraque que até então era necessaria para a segurança do país, e se tornou em uma guerra.
Você Sabia?
A guerra no Iraque já custou US$ 2,2 trilhões ao Tesouro dos Estados Unidos.
publicidade:
Guerra Iraque 06

A Guerra do Iraque completa 10 anos desde a invasão das forças americanas no país. (Reprodução)

A guerra por si só, é triste, sólida e muito fria! Quem está em guerra, está pensando em poder, dinheiro, ganância, ódio e sofrimento.

Para muitos a guerra é uma questão de ir honrar o seu país, para outros, não passa de prepotência, armadilhas e muito dinheiro envolvido. A guerra é uma constante briga por poder, onde o mais forte vai vencer, mas com toda a certeza, vai perder muitos soldados, além da perda irreparável, existe uma família por trás esperando o guerreiro voltar. Hoje vamos falar da invasão americana ao Iraque, que completou 10 anos.

publicidade:

A Invasão

Há dez anos, os Estados Unidos deram o inicio á uma das guerras mais polêmicas da sua história. A invasão ao Iraque tinha o propósito de acabar com as armas de destruição em massa que nunca se quer foram encontradas. O regime de Saddam Hussein caiu em três semanas, mas a incursão militar de George W. Bush custou trilhões de dólares e centenas de milhares de vidas que se foram.

Quando as bombas americanas começaram a cair em Bagdá, o presidente dos Estados Unidos prometeu uma invasão rápida para eliminar as armas químicas e biológicas do regime de Saddam Hussein. Este custo seria entre US$ 50 e 60 bilhões e as perdas humanas seriam mínimas. Mas a maior justificativa não se comprovou, pois o ditador iraquiano não tinha armas de destruição em massa e a ocupação acabou durando oito anos.

publicidade:

Números Reais

O custo humano foi muito maior: 190 mil mortos e aquele custo financeiro se multiplicou por mais de 40. No Iraque a violência está aumentando. Quase 60 pessoas morreram na última terça-feira, dia 19 de março, vitimas de explosões em torno da capital. A rede terrorista Al-Qaeda, que praticamente não tinha a presença no Iraque no inicio da guerra, se fortaleceu depois da saída das tropas americanas, em 2011. As facções religiosas xiitas, sunitas e curdos, continuam se matando.

O caminho da recuperação ainda é longo. Alguns sinais ainda são positivos, pois o país voltou a ser um produtor de petróleo importante. Em muitas áreas de Bagdá, se vê prosperidade econômica.

Galeria de Fotos da Guerra

Você também vai gostar disso!

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook