Atualizado em: 10 julho 2012

Curso Obrigatório para "pegar" o Seguro Desemprego - Veja como funciona

Para aquelas pessoas que irão da entrada pela terceira vez no seguro-desemprego, agora haverá oportunidades de cursos para o beneficiário, entenda como funciona.
Você Sabia?
De acordo com informações, caso a pessoa queira resgatar o seu seguro-desemprego pela terceira vez, dentro de um período de 10 anos, o mesmo terá a condição à comprovação de matrícula em um curso de formação inicial e continuada ou de qualificação profissional.
Curso Obrigatório para "pegar" o Seguro Desemprego - Veja como funciona

Foto: Divulgação.

Para aqueles que tenham que dar entrada no Seguro Desemprego, a partir de hoje, (10 de julho), terão que fazer um curso de formação inicial e continuada ou até mesmo de qualificação profissional para que possa receber o benefício.

Nova Lei

De acordo com informações, o novo projeto foi lançado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e está sendo feita por etapas.

publicidade:

A nova medida já está funcionando em todas as regiões do Brasil, exceto nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro. Para que entendam melhor, o curso é direcionado para aqueles que pedirem o seguro-desemprego pela 3ª vez, ou seja, desta vez ficará mais difícil.

A partir do dia 16, a nova medida começa a valer na região metropolitana do Rio de Janeiro, e de acordo com informações, os postos do interior dos estados receberão o serviço progressivamente. É importante lembrar, segundo o site g1, afirma-se que até o mês de agosto, o Bolsa Trabalhador Seguro Desemprego esteja funcionando por todo o Brasil.

Como funciona

Esta mudança faz parte do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do Ministério do Trabalho e Emprego, enfim, os cursos serão disponibilizados para aquelas pessoas que vão dar entrada no seguro-desemprego e onde, no ato já é indicado para o curso, e tem um detalhe, se caso a pessoa não aceite, ela poderá efetuar a pré-matricula e o trabalhador continuará recebendo o benefício durante o curso que é gratuito. Vale lembrar, para aquelas pessoas que estão por fora dos valores do seguro-desemprego, saibam, atualmente são oferecidos a um salário mínimo de R$ 622 reais.

Por fim, os cursos obrigatórios para o seguro-desemprego estão sendo oferecidos por uma carga mínima de 160 horas, sendo eles presenciais e oferecidos pela Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, por escolas estaduais de educação profissional e tecnológica e por unidades de serviços nacionais de aprendizagem como o Senac e o Senai, para saber as áreas dos cursos clique aqui!

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook