Atualizado em: 17 dezembro 2012

O que é CREMESP e é obrigatório fazer a avaliação?

Fique por dentro e conheça mais sobre o CREMESP, e ainda saiba se é obrigatório realizar a avaliação que visa aprovar os formados na area de medicina.
Você Sabia?
Segundo ultimo indice divulgado, mais de 54% dos estudantes formados em medicina são reprovados no exame que contem 120 questões.

Conselho com os melhores médicos do estado e uma prova para aprovar os profissional de medicina. (Divulgação)

O Exame do CREMESP, o Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo, é uma avaliação para avaliar a formação dos profissionais que saem recém-formados das faculdades de medicina do estado. Vista como uma maneira externa de avaliação, o Cremesp é um dos mais importantes documentos para a carreira profissional de um futuro médico, seja em qualquer área que ele deseja atuar.

Entendendo o CREMESP

O exame é dirigido a todos os formandos dos cursos de medicina do Estado de São Paulo e e realizado anualmente. O teste é constituído de maneira cognitiva e abrange as mais diversas áreas da medicina. O Conselho Regional de Medicina é quem prepara a prova e utiliza do conhecimento dos mais conceituados professores da área de medicina. Para retirar o registro profissional de médico o aluno precisa necessariamente realizar a avaliação do Cremesp, pois o documento de avaliação será exigido no momento do pedido de registro médico do futuro profissional. Segundo a legislação, “Os Conselhos Regionais de Medicina poderão exigir dos requerentes outros documentos que sejam julgados necessários para a complementação da inscrição”.

publicidade:

Registro no Conselho

As regras mudaram um pouco nos últimos anos e agora o candidato não pode mais somente comparecer no dia da avaliação para conseguir o seu Cremesp. O participante que não responder às questões da avaliação não conseguirá o comprovante necessário para o registro no Conselho. Porém, a obtenção do registro profissional junto ao Cremesp não está condicionada ao resultado ou aprovação, mas unicamente à participação do recém-formado no Exame do Cremesp. O mau desempenho ou eventual reprovação não serão impeditivos para o registro, que é um direito legalmente estabelecido de todos os médicos portadores de diploma de graduação.

O objetivo do exame, não é o de avaliar o aluno, mas sim de avaliar o ensino médico e promover mudanças positivas nas diversas faculdades e universidades de graduação de medicina espalhadas pelo estado de São Paulo. Estarão dispensados do exame do Cremesp somente os médicos que já possuem sua inscrição em outros Conselhos Regionais ou que solicitam apenas a transferência para o conselho paulista.

Diferente da OAB, cuja a aprovação no exame determina a retirada ou não do registro profissional do recém-formado, o Cremesp ainda não tem esse valor. Porem, já tramitam no senado projetos de lei para criar um exame nacional de medicina que determinará a avaliação como requisito para a atuação na área de medicina no Brasil.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook