Atualizado em: 10 fevereiro 2012

Comércio movimenta mais de 1 bilhão com Aves

Comércio de aves cresce cada vez mais e tem movimentado milhões. Tudo indica que esse é um mercado promissor e rentável se de acordo com a lei
Você Sabia?
As aves possuem os olhos na lateral da cabeça e não é à toa, tudo tem um motivo e no caso delas é bem simples, é muito mais fácil para perceber a presença de um possível predador que avança em sua direção.
Araras

Comércio de aves está cada vez mais lucrativo, mesmo existindo alguns que trabalham na ilegalidade (Foto: Divulgação)

O comércio de aves está se mostrando bastante lucrativo, muitos já estão adentrando nele que parece ser promissor. Para se ter uma ideia do que estamos falando dê uma olhada nos números da Confederação Brasileira de Criadores de Pássaros (Cobrap), aproximadamente R$ 1,7 bilhão é movimentado pelo país com o comércio de aves, além da geração de emprego, são 120 mil diretos.

Um problema sério que é encontrado pelos criadores legais é o contrabando das aves, não se tem com exatidão os números que eles movimentam, mas estima-se que seja cerca de US$10 bilhões a US$20 bilhões, isso somado ao mundo inteiro e de acordo com um relatório da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas). Mesmo com esse fato o Brasil não para de crescer no ramo legal da coisa.

publicidade:

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), órgão que fiscaliza o trabalho e protege os animais diz que durante as apreensões de animais que estão sendo vendidos ilegalmente, 90% são aves, isso já nos dá a nítida certeza de que o comércio de aves é um ramo que interessa para muitos.

O Brasil mundialmente falando está mordendo boa parte da fatia e espera-se que responda por 10% de todo o dinheiro que for movimentado no planeta. Não é a toa que isso acontece, os valores de custo de uma ave nem sempre é tão acessível, uma arara-azul pode chegar a custa R$ 30 mil no Brasil e US$ 50 mil no exterior.

O interesse pelo ramo de atividade vem crescendo e no Brasil a situação não é diferente, já são cerca de 500 mil criadores comerciais de pássaros regulamentados, segundo o presidente da Cobrap, Aloisio Pacini Tostes.

Os preços das aves

O comércio de aves não é tão lucrativo assim à toa, alguns preços não chegam a ser muito generosos, não que os animais não valham, mas não podemos deixar de citar que eles valem bastante até.

 Alguns exemplos

Psitacídeos exóticos, que não são encontrados no Brasil – R$ 4 mil

Lóris – R$ 1,2 mil a R$ 3 mil

Cacatua – R$ 10 mil ou mais

Trinca-ferro, curió, canário-da-terra, bicudo e coleira – Esses ficam entre R$ 300 e R$ 600

Não se esqueça que para comercializar aves de forma legal é necessário ter autorização do Ibama, se você se interessa pela atividade, faça isso e evite o desgaste do animal e o seu também.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook