Modificado em: 21 novembro 2013

Países Europeus vendem cidadania e passaportes por causa da crise

Que tal adquirir a sua dupla cidadania através da naturalização, ascendência ou programas de investimento no exterior
Você Sabia?
Que a idéia de cidadania é muito antiga. Surgiu no século VIII A.C, na Grécia uma sociedade em que os homens eram considerados livres e iguais.
download (3)

Países europeus oferecem cidadania para quem comprar imóveis

A Europa se encontra em crise econômica grave, com recorde de desemprego e o dinheiro dos investidores saindo do continente. Por isso, alguns países estão vendendo tudo o que podem em troca de investimentos, inclusive passaportes.Os países europeus estão vendendo estádios, casas, montanhas, ilhas, empresas, infraestrutura, tudo, para atrair investidores.

O Preço de Um Passaporte

Claro, nada disso sai baratinho. Em Malta, uma lei polêmica estipula que o passaporte pode ser de quem pagar 650 mil euros ao país. Isso seria um investimento no país, você pode investir em empresas e gerar empregos e, em troca, poder circular e trabalhar em todo o bloco europeu. Sua família, no caso, pagaria 25 mil por passaporte.

Em Chipre, quem aplicar 3,2 milhões de dólares no país ganha a cidadania e no Reino Unido, o visto de residência custa um ilhão e seiscentos mil dólares. Na Espanha, você ganha o visto se comprar uma casa por 215 mil dólares.

Vantagens

A vantagem de alguns desses casos, é que não é um dinheiro que você dá completamente. Você está investindo em um país, pode ser abrindo empresas, comprando casas, investindo em infraestruturas. O caso é que os países europeus estão tirando do poder estatal tudo o que podem e procuram investidores para isso. Como morar ou ter livre acesso à Europa ainda é o sonho de muitas pessoas de países ricos e emergentes fora da Europa, os países em crise estão investindo nessa atração para conseguir que mais dinheiro entre no bloco europeu e reverta essa crise que parece não ter fim.

Informação

Países como Portugal e Espanha, que sofreram muito com a crise e têm uma maior relação com o Brasil e a América do Sul como um todo, estão abrindo espaço para investidores em imóveis, empresas, terras, plantações, produções e muito mais, e procuram isso principalmente por aqui.

É uma boa oportunidade para investidores brasileiros aumentarem o escopo de seus investimentos e ainda aproveitar e ter passagem livre em todo o bloco europeu, com direito de cidadão, e sem nenhum problema para passar pela alfândega.


Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook