Atualizado em: 27 setembro 2011

Greve dos Bancários inicia-se no dia 27 de setembro, terça-feira

Bancários pretendem realizar greve nesta semana, mais especificamente no dia 27/09. Federação dos Bancos oferece reajuste de 7,8%, mas bancários querem 12%.
Bancários podem fazer greve

Greve dos Bancários: Bancários prometem iniciar greve na próxima terça-feira, caso não haja novas propostas.

De acordo com o Sindicato dos Bancários, uma nova greve dos bancários deverá acontecer no dia 27 de setembro, próxima terça-feira. Ao que tudo indica, a greve será por tempo indeterminado, mas poderá não ser realizada.

Houve assembleia na ultima quinta-feira (22/09) que aprovou a greve que os bancários pretendem realizar, mas haverá uma reunião de negociações ainda nesta sexta-feira (23/09) e dependendo da oferta e proposta dos empregadores, o rumo das coisas poderá mudar e a greve poderá não acontecer.

publicidade:

De acordo com o Sindicato dos Bancários relatou que a greve poderá ocorrer em São Paulo, Osasco e Região e que os bancos têm condições de atender às reivindicações dos bancários, principalmente por conta do lucro líquido de R$ 60 bilhões que atingiram apenas no primeiro semestre deste ano.

Confira algumas greves que estão acontecendo

Reajuste Insuficiente é um dos motívos para a greve dos bancários

De acordo com os bancários, o reajuste reivindicado é de 5%. Em contrapartida, a Fenaban (Federação Nacional de Bancos) oferece reajuste de 7,8%, mas devido a inflação de 7,4%, os bancários relatam que o reajuste oferecido só dá para cobrir a inflação, sobrando apenas 0,37%, que seria o valor verdadeiro do reajuste oferecido, bem abaixo do pedido pelos bancários, de 5%.

Apesar de uma nova greve já ter sido votada e liberada, os bancários ainda terão outra reunião com a Fenaban com o intuito de chegar a um acordo e evitar uma nova greve.

Desejos Diferentes

Bancários podem entrar em greve

Bancários pedem reajuste de 12,8%, mas Fenaban oferece 7,8% de reajuste salarial. (Foto: Divulgação)

A Fenaban e os bancários não possuem os mesmos desejos. A Fenaban oferece um reajuste salarial de 7,8%, o que corresponde a um reajuste real de 0,37% sobre o salário e demais verbas salariais, mas os bancários querem um reajuste de no mínimo 12,8%, o que corresponde a um aumento real de 5%.

A Fenaban prevê um adicional de 90% do salário mais parcela fixa de R$ 1.186,66, limitado a 7.741,12 ou 2,2 salários, limitado a R$ 17.03o e também uma participação no lucro geral de 2%, dividido igualmente pelos bancários, não ultrapassando o limite de R$2.587.

Além do reajuste de 12,8%, os bancários também desejam uma maior valorização dos pisos, vales refeição e alimentação no valor de um salário mínimo de R$ 545. Além de que haja mais contratações, saúde e segurança.

O que fazer em caso de greve dos bancários?

Em caso de greve, os consumidores poderão ter atendimento em centrais de atendimento remoto e realizar pagamentos de contas através de casas lotéricas ou por meio de centrais telefônicas espalhadas. Ainda poderão realizar outro tipos de transações através do internet banking, telefone e mobile banking.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook