Atualizado em: 18 março 2010

Apuração do Lucro Real 2010

O começo de ano é sempre muito corrido para as pessoas, pois é a época do pagamento de diversas obrigações com os órgãos públicos como o IPTU, IPVA, licenciamento do veículo e o temido Imposto de Renda.

publicidade:

O sistema tributário brasileiro é, infelizmente, reconhecido internacionalmente pela sua alta complexidade. Um estudo recente feito pela empresa de consultoria PricewaterhouseCoopers mostrou que as empresas brasileiras gastam em média 108 dias por ano para cumprir os seus deveres tributários. A média mundial é de 56 dias. Ou seja, estamos bem acima da média.

Ainda segundo a pesquisa, dos 108 dias gastos, 38,83 dias são destinados aos com impostos sobre o valor agregado – ICMS, por exemplo -, 30,5 dias para o pagamento de contribuições com o INSS e 17,54 dias para fazer o cálculo das obrigações sobre o lucro.

Na hora de pagar o imposto com base no lucro, as empresas possuem duas opções de pagamento:

– Lucro Presumido: É a forma de tributação mais simplificada. Em linhas gerais, o pagamento do imposto é presumido através da receita bruta de vendas de mercadorias e/ou prestação de serviços. Ele serve para determinar a base de cálculo do Imposto de Renda (IR) e Contribuição Social sobre o Lucro (CSLL) das pessoas jurídicas que não estiverem obrigadas à apuração do lucro real.

– Lucro Real: É mais complexo do que o presumido e deve ter a orientação de um contador, pois, depende de uma série de fatores. Algumas empresas são abrigadas a declarar o Imposto de Renda pelo sistema do Lucro Real, outras, geralmente as grandes empresas, optam por esse sistema após um longo estudo para saber qual dos dois oferece maior vantagem.

Para maiores informações sobre o Lucro Real, acesse o site da receita Federal: http://www.receita.fazenda.gov.br/

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook