Atualizado em: 1 abril 2013

Síndrome da Alienação Parental

Quando ficar comprovada a Alienação Parental, o cônjuge que a está causando pode ser severamente repreendido pelo juiz e até perder a guarda da criança.
Você Sabia?
Que a Síndrome de alienação parental foi um termo cunhado pelo psiquiatra infantil Richard A. Gardner, que tomou como base suas experiências clínicas desde o início de 1980.
alienação parental 1

alienação parental que nada mais é do que a difamação que o pai ou a mãe faz do outro para o filho

A separação de um casal é sempre algo traumático,mas quando há filhos deste relacionamento, a situação fica muito mais delicada, e é muito difícil as partes envolvidas mostrarem uma maturidade emocional para não envolverem os filhos nas suas frustações.

Sobre a Alienação Parental

A Síndrome da Alienação Parental (SAP) é a denominação proposta por Richard Gardner em 1985, para a situação em que a mãe ou o pai de uma criança a induz a romper os laços afetivos com o ex companheiro ou companheira, gerando fortes sentimentos de ansiedade e medo em relação a este pai ou mãe que esta sendo excluído.

publicidade:

Geralmente os casos de Alienação Parental ocorrem quando a separação dos cônjuges gera, em um dos pais da criança, uma tendência vingativa muito grande. Quando este cônjuge não consegue elaborar adequadamente o luto da separação, desencadeia um processo de destruição, vingança, desmoralização e descrédito do ex-cônjuge. Neste processo vingativo, o filho é utilizado como uma espécie de “arma” de agressividade contra o outro ex-cônjuge.

Sendo que o pai ou mãe alienante exclui o ex companheiro da vida dos filhos, não comunicando as mudanças que ocorrem na vida da criança, tomando decisões sozinho e demonstrando o seu desagrado se a criança mostra contentamento em estar com o ex cônjuge, controla as visitas do ex cônjuge à criança, atrapalhando ou impedindo estas visitas.E muitas vezes fala mal do ex cônjuge e faz a criança tomar um partido na separação.

A criança que sofre a Síndrome da Alienação Parental pode apresentar distúrbios psicológicos como depressão, ansiedade e pânico, usar drogas e álcool como forma de aliviar a dor e culpa da alienação, maior tendência ao suicídio, ter baixo auto estima, não conseguir uma relação afetiva estável quando adulto.

O pai ou mãe que constatar que o filho é vítima da Síndrome da Alienação Parental deve procurar ajuda psicológica e jurídica para resolver este problema.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook