Atualizado em: 6 setembro 2011

Sony quer tonar o PSP mais acessível para as crianças

Com a retirada do Wi-Fi da próxima versão do PSP, a Sony quer tornar seu console portátil mais barato e mais acessível para o público jovem: 150 dólares.

Sony quer tonar o PSP mais acessível para as crianças

Quando a Sony anunciou algum tempo atrás, o futuro lançamento de uma nova versão de seu console portátil PSP, os especialistas se queixaram de que a capacidade de conexão com redes sem fio (Wi-Fi) foi retirada do console.

publicidade:

A empresa eliminou esse recurso para economizar custos, e agora explica o real motivo por trás dessa decisão controversa.

A Sony revela que este novo modelo, cujo preço será de 99 dólares e será batizado pelo nome de PSP E-1000, é destinado principalmente a um público de crianças. O novo gadget permitirá usar todos os jogos no formato UMD e aqueles adquiridos através da PlayStation Store e Media Go.

“Um preço de 150 dólares irá torná-lo um grande presente do Natal. É um dispositivo para jogar jogos UMD. É para todos os públicos. Se vamos fazer um PSP para pessoas muito jovens, adolescentes e muito mais jovens, eles ficarão felizes simplesmente jogando. Se remover o Wi-Fi é o preço que temos que pagar, ficamos felizes com isso”, disse um representante da Sony.

Além disso, a Sony irá oferecer muitos descontos em jogos e edições econômicas para aumentar o interesse de jogadores fãs do mundo do PlayStation.

Com a retirada do Wi-Fi e consequente redução do preço, a Sony não só espera agradar o público jovem, como também somar este esforço a uma grande estratégia para recuperar a confiança dos usuários, fortemente abalada depois de seus serviços terem sido hackeados diversas vezes.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook