Atualizado em: 14 fevereiro 2011

Assassin's Creed pode se tornar uma rede social

site_AssassinsCreed2

Jade Raymond, um das produtoras que trabalharam no primeiro game Assassin’s Creed agora é a chefe do estúdio Ubisoft para Toronto, e acredita que a indústria de videogames tem de adotar um dos jogos sociais e encontrar formas de integrar interações em todos os produtos lançados, dizendo que Assassin’s Creed é um dos títulos que poderiam obter recursos orientados de amizade no futuro.

publicidade:

jade

Ela falou sobre a ideia de permissividade social, que está ligada à criação de laços duradouros entre os jogadores através de pequenas interações, como as vistos na maioria dos MMOs.

A integração dessas interações no jogo é uma maneira simples de agregar valor adicional derivado da adição de jogo, sempre que duas ou mais pessoas podem construir uma amizade durante o jogo.

Raymond não disse exatamente como eles poderiam operar essas permissões sociais em Assassin’s Creed.

Raymond diz: “Em Assassin’s Creed, já estamos há um ano em pré-pré-produção, pensando somente em como fazer um jogo fantástico”, mas também pensando na história e na ficção, porque “percebemos que raramente temos oportunidade de criar um novo título a partir do zero.”

Ela mencionou o The Sims como uma franquia que leva em conta as opiniões dos seus fãs, dizendo que Will Wright parece ler um monte de histórias sobre como os jogadores jogaram o jogo e fez uma dezena de expansões abrangendo os segmentos que eles gostaram mais.

A Ubisoft já confirmou que um novo Assassin’s Creed será lançado em 2011, mas a empresa não afirmou se pretende mudar a atmosfera da série histórica para um novo espaço ou continuar entregando aventuras envolvendo Ezio e a Itália renascentista .

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook