Atualizado em: 21 julho 2011

Aurora Boreal - O que é, Fotos

A Aurora Boreal é o nome dado ao fenômeno óptico que ocorre em latitudes do hemisfério norte que pode ser observado nos céus durante a noite em regiões polares.

Aurora BoreauA Aurora Boreal é o nome dado ao fenômeno óptico que ocorre em latitudes do hemisfério norte. O fenômeno é denominado Aurora Polar e pode ser observado nos céus durante a noite em regiões polares. A sua existência decorre do impacto de partículas de vento solar, provenientes do envoltório luminoso do sol e poeira espacial encontrada na Via Láctea, com a alta atmosfera terrestre. O campo magnético terrestre canaliza essas substâncias provenientes do espaço que recebeu o nome de Aurora Boreal por Galileu Galilei em 1619, em homenagem à deusa romana Aurora e ao seu filho Bóreas.

Entre os escandinavos, a aurora polar é conhecida como luzes do Norte. Geralmente, o fenômeno acontece de setembro a outubro ou de março a abril. No hemisfério sul recebe o nome de aurora austral, segundo James Cook, relacionado ao fato de ocorrer no sul. Não é somente no Planeta Terra que ocorre esse fenômeno, sendo possível observa-lo nos planetas Júpiter, Saturno, FenômenoMarte e Vênus. O homem também é capaz de reproduzir esse efeito através de explosões nucleares artificialmente criadas em laboratórios.

publicidade:

A natureza foi capaz de criar esse visual incrível de cores e luzes, que aparece como uma cortina estendida horizontalmente ou em forma de arcos que se modificam constantemente. Os raios se dispõem no céu paralelamente em direção às linhas do campo magnético. A aurora polar é causada por elétrons de energia, protons e partículas alfa que colidem com átomos atmosféricos, onde predominam o oxigênio e nitrogênio, que emitem luzes com tonalidades específicas enquanto se estabilizam. O efeito se assemelha à tela da televisão onde eletróns alteram a energia das móleculas de fósforo da superfície emitindo luzes coloridas.

Em camadas mais altas da atmosfera a emissão de átomos de oxigênio produz a tonalidade verde. Em tempestades mais fortes, as camadas mais baixas são atingidas pelo vento solar que produz a tonalidade vermelha pela emissão de nitrogênio e oxigênio. Átomos de nitrogênio também originam as cores ultravioleta, violeta e azul.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook