Atualizado em: 5 setembro 2012

Escola de Samba Mangueira: História, Ensaios, Quadra, Fantasias

Conheça mais sobre a Escola de Samba Mangueira, sua história, simbolo, cores,quadra e a sua trajetória de vitórias.
Você Sabia?
Que o Grêmio Recreativo Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira é uma das mais tradicionais escolas de samba do Rio de Janeiro e uma das mais populares do mundo.

Bandeira da Escola de Samba Mangueira

Fundação

A Escola de Samba Mangueira foi fundada em 28 de abril de 1928, por Carlos Cachaça, Cartola, Zé Espinguela, entre outros.Sendo que a Mangueira foi a primeira escola de samba a criar uma ala de compositores e a manter uma única marcação do surdo de primeira na sua bateria.

As cores da Escola de Samba Mangueira são o verde e o rosa e o símbolo da escola é um tambor surdo com ramos de louro em volta.

publicidade:

Local da Quadra

A quadra da Escola de Samba Mangueira se localiza na rua Visconde de Niterói, 1072, no bairro Mangueira, na cidade do Rio de Janeiro.

Uma das figuras mais importantes da Mangueira e do carnaval do Rio de Janeiro sem dúvida é Jamelão, que foi o intérprete oficial da escola de 1949 até 2006, sendo considerado o maior interprete de sambas enredo de todos os tempos.

Conquistas

A Escola de Samba Mangueira foi campeã do Grupo Especial do Carnaval em:

1932 com o enredo ‘Sorrindo’ e ‘Na floresta’, com o carnavalesco Sr. Armando.

1933 com o enredo “Uma segunda-feira do Bonfim na Ribeira”,com o carnavalesco Sr.Armando.

1934 com o enredo “República da Orgia”, com o carnavalesco Sr. Armando.

1940 com o enredo “Prantos, pretos e poetas”, com o carnavalesco Sr. Armando.

1949 com o enredo “Apoteose aos Mestres”, como carnavalescos: Funcionários da Casa da Moeda.

1950 com o enredo “Saúde,alimentação, transporte e energia”, como carnavalescos: Funcionários da Casa da Moeda.

1954 com o enredo “Rio de Janeiro, de ontem e de hoje”, como carnavalescos: Funcionários da Casa da Moeda.

1960 com o enredo “Carnaval de todos os tempos”, com os carnavalescos Roberto Paulino e Darque Dias Moreira.

1961 com o enredo “Reminiscências do Rio Antigo”, com os carnavalescos Roberto Paulino e Darque Dias Moreira.

1967 com o enredo “O mundo encantado de Monteiro Lobato”, com o carnavalesco Júlio P. Mattos.

1968 com o enredo “Samba, festa de um povo”, com o carnavalesco Júlio P. Mattos.

1973 com o enredo “Lendas do Abaeté”, com o carnavalesco Júlio Mattos.

1984 com o enredo “ Yes, nós temos Braguinha!”, com o carnavalesco Max Lopes

1986 com o enredo “Caymmi Mostra ao Mundo o que a Bahia e a Mangueira Têm”, com o carnavalesco Júlio Mattos.

1987 com o enredo “O Reino dos Palavras, Carlos Drummond de Andrade”, com o carnavalesco Júlio Mattos.

1998 com o enredo “ Chico Buarque da Mangueira”, com o carnavalesco Alexandre Louzada.

2002 com o enredo “Brazil com ‘Z’ é para Cabra da Peste, Brasil com ‘S’ é a Nação do Nordeste, com o carnavalesco Max Lopes.

Fotos da Escola de Samba Mangueira

man8man5man4man3man1manMangueira 2Mangueira 1

Vídeo do desfile da Escola de Samba Mangueira

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook