Atualizado em: 28 julho 2011

Conheça a cidade do samba em SP

A Cidade do Samba que há alguns anos já evm sendo falada, agora promete sair do papel. A limpeza do local que será contruído ja está sendo feita. Ela será na Barra Funda

Assim como a famosa Cidade do Samba do Rio de Janeiro, São Paulo também terá a
sua. Essa expectativa já não é de hoje, já que desde 2008 esse assunto vem sendo discutido, mas há rumores, de em 18 meses a cidade já esteja pronta. O projeto visa reunir em um único local os barracões das 14 escolas do Grupo Especial. Avaliada em mais de R$ 10 milhões, a Fábrica será erguida em um terreno de 77 mil metros quadrados, localizado entre a Marginal do Tietê e a Rua Professor Joaquim Monteiro de Carvalho, a apenas 1100 metros do Sambódromo.

A grande novidade nisso tudo é que, agora, o projeto saiu do papel, a limpeza do local
onde será construído, já está sendo feito. O custo estimado é de R$ 124,1 milhões, que deverão ser pagos pela Prefeitura de São Paulo. A construção marcará a hitória do carnaval paulista.

publicidade:

O local escolhido, próximo ao Sambódromo, na Barra Funda, obviamente é para facilitar a locomoção dos carros alegóricos, roupas, máscaras e de todos os equipamentos que as escolas
utilizam no desfile.

De acordo com a divulgação, a licença ambiental para o empreendimento foi liberada no último dia 20 pelo Conselho de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Cades), que fez 26 exigências aos empreendedores, entre elas a de apresentação de plano de isolamento acústico e de deslocamento de carros alegóricos. Nos barracões
serão realizados serviços de serralheria, carpintaria, vidraçaria e borracharia.

A Fábrica dos Sonhos, assim como é chamada a cidade, é inspirada abertamente na “fábrica de carnaval” carioca, inaugurada em 2005 para abrigar os barracões do Grupo Especial. O lugar além de abrigar os lugares para a construção de todo o
material que será usado no carnaval por cada escola, haverá, ainda, um espaço para acolher shows e eventos diversos, que recebeu o nome de Casa de Bambas.

No geral, o projeto conta com 14 barracões – cada um com 2.250 metros quadrados, destinados à construção dos carros alegóricos, um edifício administrativo, o Museu do Samba, estacionamento com 120 vagas, edifício de triagem, destinado à reciclagem de materiais descartados pelas escolas. Além disso, terá uma estrutura para captação de água da chuva.

 

 

 

COnfira também músicas de carnaval.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook