Uso dos porquês

O uso dos porquês

Saiba usar as diferentes formas dos porquês. (Foto: Divulgação)

Entender o motivo pelo qual os porquês são escritos de maneira diferente muitas vezes não é uma tarefa tão fácil, mas é preciso aprender quando usar cada um deles para não bobear na redação.

Desde a escola esse enigma nos persegue. A língua portuguesa é rica em detalhes que precisamos ficar atentos e um erro gramatical pode até mudar o sentido da frase ou texto, e assim fica humanamente impossível fazer com que o leitor entenda o queremos dizer.

Você já parou para reparar que existem quatro maneiras de se escrever os porquês? Eles são: o porque junto e sem acento, o porquê junto e com acento, o por que separado e sem acento e, finalmente, o por quê separado e com acento.

O uso de cada um

Porque

Nesse caso, temos uma conjunção subordinativa causal, explicativa ou final fazendo a ligação entre duas frases. Quando restar dúvidas quanto ao uso, substitua a palavra ‘porque’ por termos do tipo “já que”, “pois”, “a fim de que” ou “uma vez que” e perceba se encaixa sem mudar o conteúdo.

Exemplos:

“Não fui à escola, porque estava doente”. (já que, pois)

“Não faça intrigas porque prejudicará você mesmo”. (uma vez que)

Porquê

Este é um substantivo portanto só aparecerá quando precedido de um artigo (a, as, o, os), pronome, numeral ou adjetivo. Este ‘porquê’ pergunta o motivo pelo qual algo ocorreu.

Exemplos:

“Diga-me o porquê de não fazer o que se quer”. (a razão)

“Agora conheço o porquê da questão”. (o motivo)

Por que

Usamos esse ‘por que’ em duas ocasiões. A primeira é quando houver junção da preposição por com pronome interrogativo ‘que’, ou seja, nas perguntas. A segunda se dá com a união do pronome relativo ‘que’.

Substitua por “por qual razão”, “pelo qual” e seus plurais também no feminino, e veja se dá certo.

Exemplos:

“Por que vocês não chegaram na hora marcada”. (pergunta)

“Gostaria de saber por que não me disse nada” (por qual razão)

Por quê

Quando a palavra ‘que’ estiver no final da frase, somente antes do ponto, seja ele interrogativo ou exclamativo, o fina ‘por quê’ receberá o acento gráfico.

Exemplos:

“Andar cinco quilômetros porquê? Vamos de bicicleta”.

“Ele não me ligou e nem disse o por quê”.