Atualizado em: 7 fevereiro 2011

Uso do Facebook ligado a distúrbios alimentares

anorexia4_foto

As meninas adolescentes que utilizam muito o Facebook, tem maiores chances de desenvolver distúrbios alimentares, como anorexia ou bulimia.

publicidade:

Pesquisadores da Universidade de Haifa entrevistaram 248 meninas com idade entre 12 a 19 anos sobre o uso de Internet e TV, e deu-lhes questionários para colher suas opiniões a respeito de temas como: emagrecimento, suas perspectivas gerais sobre alimentação e o que pensam a respeito de si próprias.

Em tese, não havia uma ligação direta entre transtornos alimentares e o tempo passado em sites de moda e, em termos bem claros – de futilidades – porém, surpreendentemente, o Facebook foi associado com um grande leque de problemas alimentares.

Segundo os resultados mostraram, meninas que passam mais tempo no Facebook, tem mais chances de sofrer com distúrbios alimentares. Elas também são mais propensas a sentir insatisfação física e ter um impacto negativo na sua autoimagem, além de uma abordagem negativa quanto ao hábito de comer.

A equipe também descobriu uma ligação direta entre transtornos alimentares e assistir fofoca e programas de televisão de lazer relacionados como o Gossip Girl, e outros programas semelhantes.

Mas a boa notícia é que os pais podem fazer muito para ajudar. As meninas cujos pais se envolveram em seu uso da internet e conversaram com elas sobre isso, eram muito menos propensas a ter problemas, com um forte senso de auto-estima.

“Este estudo mostrou que um pai tem capacidade potencial para evitar perigosas alterações comportamentais e comportamentos alimentares negativos, em particular.” dizem os pesquisadores.

Via Eureka Alert

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook