Atualizado em: 8 fevereiro 2012

Sinestesia - Figura de Linguagem

Figuras de linguagem são recursos da língua portuguesa que desviam das normas padrões para conferir uma maior expressividade à linguagem. Elas estão divididas em quatro: figuras de sintaxe (ou construção); figuras de palavras; figuras de pensamento e figuras de som ou harmonia.

A sinestesia é uma figura de linguagem em que sensações e imagens distintas são misturadas e relacionadas no mesmo contexto.

O uso da sinestesia em um texto ou em qualquer expressão artística provoca um efeito de totalidade devido a fusão dos cheiros, sons, cores, texturas, gostos, sensações, etc.

publicidade:

Veja no poema abaixo como Olavo Bilac trabalha o tema:

Via Láctea

“Ora (direis) ouvir estrelas! Certo

Perdeste o senso!” E eu vos direi, no entanto,

Que, para ouvi-las, muita vez desperto

E abro as janelas, pálido de espanto…

E conversamos toda a noite, enquanto

A Via Láctea, como um pálio aberto,

Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,

Inda as procuro pelo céu deserto.

Direis agora: “Tresloucado amigo!

Que conversas com elas? Que sentido

Tem o que dizem, quando estão contigo?”

E eu vos direi: “Amai para entendê-las!

Pois só quem ama pode ter ouvido

Capaz de ouvir e entender estrelas”

(Fragmento de “Via Láctea”, de Olavo Bilac)

Outro quadro de René Magritte sugere essa mistura dos sentidos

A Raça Branca – René Magritte

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook