Atualizado em: 12 setembro 2011

São Bernardo - Resumo

Veja neste artigo, o resumo da obra “São Bernardo” de Graciliano Ramos

São Bernardo foi publicado em 1934 por Graciliano Ramos e é considerado um dos melhores romances produzidos no Brasil.

A princípio, a obra parece uma simples história de vitória, mas na verdade, o enredo trata da destruição do caráter afetivo do narrador-protagonista, Paulo Honorário, que para ascender socialmente, precisou pagar um alto preço.

publicidade:

A narrativa da obra gera um problema de verossimilhança, pois por ser bastante sofisticada não condiz com um narrador semi-analfabeto como Paulo Honorário. Claro, que a narrativa está de acordo com a maturidade e estilo do autor Graciliano Ramos, mas para Paulo Honório seria impossível relatar um fato com tanta maestria.

Resumo

Paulo Honorário vivia no sertão e aprendera a ler na cadeia com um amigo de cela que usava a bíblia para ajudá-lo.

Após a prisão, Paulo passou a pensar somente em ganhar dinheiro e esqueceu de todo o resto. Aprendeu matemática para não ser enganado e fazia pequenos negócios sertão a fora.

Planejou adquirir as terras em que trabalhara na enxada e batalhara ferrenhamente para isso. Quando o proprietário da fazenda morreu, Paulo emprestou dinheiro para o filho que herdara as terras e estes não podendo lhe pagar entregou as terras de São Bernardo.

Teve problemas com o um vizinho sobre os limites de sua terra, mas com a morte deste, novas demarcações foram estabelecidas. Paulo fazia muitas melhorias em suas terras e até construiu uma escola na região, mas ele não se preocupava com salários jutos e pagava muito mal seus empregados.

Para ter um herdeiro, Paulo casou-se com Madalena que tinha idéias socialistas enquanto ele acreditava na propriedade privada.

Eles tiveram um filho que vivia largado pela fazenda. Paulo tinha ciúmes da esposa e o casamento ia de mal a pior. Madalena suicidou-se, a fazenda entrou em declínio e ele propôs a escrever um livro contando sua vida.

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook