Atualizado em: 4 outubro 2011

Romanceiro da Inconfidência - Resumo

Veja neste artigo, o resumo da obra “Romanceiro da Inconfidência” de Cecília Meireles

O “Romanceiro da Inconfidência” foi escrito na década de 1940, período em que a autora, Cecília Meireles, esteve em Ouro Preto como jornalista, e publicado no ano de 1953.

Inspirada pela “voz irreprimível dos fantasmas”, a autora, resgatou os acontecimentos da Inconfidência Mineira escrevendo um extenso poema narrativo, em que o martírio e o sofrimento de José Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, foi o foco principal.

publicidade:

O termo “romanceiro” representa um conjunto de poesias e músicas que representam a literatura poética de um povo e, por isso, a obra de Cecília é formada por um conjunto de poemas lírico-narrativos curtos destinados ao canto e a oralidade.

Resumo

Cecília Meireles evoca todos os episódios e cenários envolvidos na época da Inconfidência Mineira (1789), resgatando junto com a história, as lendas e tradições populares, trazendo à tona as rivalidades relacionadas à mineração, os altos impostos cobrados pela Metrópole, os intelectuais e poetas da época e as idéias de liberdade.

A autora faz um excelente trabalho histórico em sua obra, mas é nítido que o seu objetivo principal era captar e externar os sentimentos e a atmosfera que envolvia os acontecimentos daquela tentativa de libertação do país.

Os envolvidos nesse episódio foram inspirados pelas idéias iluministas e pela independência dos Estados Unidos (1776) e tentaram organizar um movimento que libertaria o Brasil da exploração Portuguesa. O movimento foi delatado por Joaquim Silvério dos Reis e alguns envolvidos foram presos, outros foram exilados, mas apenas Tiradentes recebeu a execução como pena.

 

“Descem fantasmas dos morros,
vêm almas dos cemitérios:
todos pedem ouro e prata,
e estendem punhos severos,
mas vão sendo fabricadas
muitas algemas de ferro”

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook