Atualizado em: 24 outubro 2011

O Santo Inquérito - Resumo

Veja neste artigo, o resumo da obra “O Santo Inquérito” de Dias Gomes

O Santo Inquérito é uma peça brasileira moderna escrita por Dias Gomes no ano de 1966 e inspirada no fato histórico – ou fantasioso – que envolve Branca Dias.

Na obra, Dias Gomes demonstra que a capacidade de comunicação dos seres humanos, ás vezes, pode causar mal entendidos, confusões e distorções da realidade, pois, apesar da ingenuidade e boa fé de Branca Dias, muitos viam interesses escusos e perigosos.

publicidade:

Resumo

A peça inicia-se no escuro, com palco e platéias totalmente tomados pelas sombras e pela escuridão. O barulho de soldados marchando em um crescente começa a ser ouvido enquanto uma sirene de viatura que também vai aumentando gradativamente soa insistentemente até que o barulho se torna ensurdecedor e, de repente, se estanca. As luzes se acendem no palco e as personagens, Branca, Padre Bernardo, Simão Dias, Augusto Coutinho, o Notário, o Visitador e as guardas já estão em cena.

Branca é acusada de judaísmo e pratica morais e, por isso, acaba sendo condenada à fogueira da inquisição. Ela era uma jovem ingênua que experimentava Deus em sua essência, através da natureza e da vida simples em que vivia.

Padre Bernardo, a princípio, tenta trazê-la para a fé ortodoxa pautada nos dogmas e diretrizes da igreja, acreditando verdadeiramente ser o seu dever de representante de Deus, mas quando ele se vê desejoso de possuí-la carnalmente, decide que a única maneira de livrar-se da perdição eterna é condená-la a morte.

Augusto, noivo de Branca, é preso, mas não entrega a noiva de jeito nenhum e sofre os castigos impostos até que morre e Branca finalmente é enviada para a fogueira.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook