Atualizado em: 13 outubro 2011

O Moço Loiro - Resumo

Veja neste artigo, o resumo da obra “O Moço Loiro” de Joaquim Manuel de Macedo

O Moço Loiro é um romance urbano publicado em 1845 pelo autor Joaquim Manuel de Macedo que retrata, na obra, a elite carioca e a sociedade burguesa do século XIX com um leve tom de crítica social e política, mas sem um real aprofundamento nos temas.

As personagens, apesar da presença de conflitos existenciais, são superficiais e tendem a fugir da realidade da narrativa, através de intermináveis devaneios e encantamentos irreais.

publicidade:

A presença de um sentimentalismo exacerbado, típico dos autores românticos da época, também é observada na obra.

Resumo

A família Mendonça possui uma relíquia desde o século XII que é roubada misteriosamente. A culpa do furto recai sobre o jovem Lauro que é amaldiçoado pela avó e expulso de casa.

Após vários anos sem que ninguém tivesse notícias de Lauro, Honorina, prima do acusado, passa a ser cortejada por um misterioso rapaz que a cobre de cuidados e está em toda parte.

O Moço Loiro, como ficou conhecido o admirador de Honorina, salva o pai da moça de uma possível falência, pois ele estava sendo roubado por um empregado que, posteriormente, descobre-se ser o verdadeiro ladrão da jóia.

Além disso, o Moço Loiro é um homem nobre de grande valor que puni os maus e ampara os bons. No final da trama, todos descobrem que ele era na verdade o primo desaparecido de Honorina, Lauro, e eles se casam.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook