Atualizado em: 2 setembro 2011

O Ateneu - Resumo

Veja neste artigo, o resumo da obra “O Ateneu” de Raul Pompéia

Raul Pompéia nasceu em 1853 em uma fazenda de cana-de-açúcar e aos 10 anos de idade, em 1863, foi enviado para um internato. Devido a essa em um colégio interno, muitos acreditam que a sua obra mais importante, O Ateneu, seja autobiográfico.

A obra foi escrita em forma de folhetim na Gazeta de Notícias e carrega influências naturalistas, impressionistas, realistas e expressionistas, além de uma linguagem rebuscada e formal.

publicidade:

O autor morreu em 1895 no Rio de Janeiro, ao se suicidar, e, hoje, é um dos patronos da Academia Brasileira de Letras.

Resumo

O protagonista Sérgio narra, com desânimo, sua passagem pelo Ateneu, internato para meninos, cujo diretor, Aristarco Argolo de Ramos, era nacionalmente conhecido por sua severidade e austeridade.

Sérgio permaneceu por dois anos na instituição desde que fora levado pela mão pelo pai que, ingenuamente, profetizou que o menino encontraria o mundo naquele lugar.

No colégio, Sérgio encontrou um mundo hostil, hipócrita, sujo, intimidador e egoísta. Aprendeu com Rebelo, colega de classe recomendado pelo professor Mânlio, que naquele lugar era preciso ser forte e evitar a companhia de protetores, pois os mais fracos e ingênuos eram dominados pelos protetores que exigiam favores sexuais.

Em uma ocasião de descontração na piscina do Ateneu, alguém puxa Sérgio para baixo que, quase se afogando, é salvo por Sanches. Posteriormente, Sanches passa a exercer a função de protetor de Sérgio, ajudando-o até no rendimento escolar, até que Sérgio, não suportando mais as pressões sexuais e o modo asqueroso como Sanches se aproximava dele, rompe a “amizade”.

Sérgio se apega a Santa Rosália, mas após uma travessura que, por milagre, não deu certo, desisti da religião e torna-se amigo de Bento Alves, bibliotecário do Grêmio, a quem o estimara femininamente.

Após uma briga com o rival Malheiro, Bento Alves é preso e ao retornar passa a maltratar Sérgio.

Bento Alves acaba saindo do reformatório, Sérgio encontra outro amigo e passa a ter sentimentos conflitantes pela mulher do diretor.

No final do último ano, adoece e ao ficar na enfermaria do Ateneu durante as férias vê o internato em chamas, incendiado por Américo, um menino estranho que ficara na escola.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook