Atualizado em: 6 setembro 2011

Memórias Póstumas de Brás Cubas - Resumo

Veja neste artigo, o resumo da obra “Memórias Póstumas de Brás Cubas” de Machado de Assis

Em Memórias Póstumas de Brás Cubas, o autor, Machado de Assis, consagrado por suas obras, resolve criar um narrador que conta sua história depois de morto, inovando radicalmente a literatura brasileira. O narrador é, intitulado por ele mesmo, um defunto-autor e não um autor-defunto que por não estar mais presente no plano terrestre fica isento das críticas dos leitores e narra suas memórias da forma que bem entende.

O livro foi publicado em 1881 e faz uma crítica aos privilégios da elite da época.

publicidade:

Resumo

O livro começa com a morte do protagonista. O autor primeiro descreve seu enterro, os delírios antes da morte até retornar a sua infância e começar a narrar os acontecimentos de forma linear e cronológica.

Na infância, Brás Cubas agia como uma criança abastada e cheias de privilégio que fazia do negrinho Prudêncio seu brinquedo de estimação, montando nele o mau tratando. Na escola era traquino e amigo de Quincas Borbas, que no futuro será um defensor contumaz do “humanitismo”, insistindo que somente os mais fortes sobreviverão.

Na juventude, o personagem se apaixona por uma cortesã, Marcela, e gasta rios de dinheiro com ela que o amou por “quinze meses e onze contos de réis”. O pai de Brás Cubas acaba com a situação e manda o filho para Europa para estudar Direito em Coimbra.

Brás Cubas volta com o diploma na mão, mas sem nenhuma aptidão para o trabalho e apaixona-se por Vigília, mas a jovem acaba-se casando com o Lobo Neves, que além de “roubar-lhe” a noiva, arrebata também a candidatura de deputado que seu pai planejava.

Antes de morrer, Vigília o visita.

Não há acontecimentos históricos no livro. Ao final, o próprio narrador enumera essas não-realizações. O que está em jogo, além da inovação quanto ao narrador, é a forma irônica como o autor apresenta os processos de formação do país e os caprichos da elite da época.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook