Atualizado em: 10 dezembro 2012

Vejas as Cotas para universidades é aprovada pelo MEC

Conheça mais sobre a Lei regulamentada, que esclarece o direito de Cotas em 50% de vagas para estudantes negros e índios em diversas universidades do país.
Você Sabia?
O MEC, Ministério da Educação teve seu fundamento atraves de um decreto, em novembro de 1930 para relatar e observar tudo em relação ao ensino. Atualmente tem um orçamento de mais de R$ 65 bilhões.

As Cotas para universidades é aprovada pelo MEC e vai beneficiar milhares de brasileiros com provas anuais para estas etnias. (Divulgação)

Um assunto um tanto quanto polêmico. O sistema de cotas fora aprovado e causou muita controvérsia entre os que apoiam e os que são contra. A nova lei federal terá início para as universidades que fazem o seu exame no final de 2012 ou no começo de 2013, porém, aquelas que fazem duas provas anuais poderão fazer essa medida em meados de 2013.

Mais Sobre a Lei

A lei, em suma, prevê uma reserva de 50% de vagas dente todos os cursos oferecidos sejam destinadas a estudantes que fizeram toda a sua formação em escolas públicas (ensino médio). Dessas 50%, uma pequena porcentagem será destinada a negros, índios, pardos, de acordo com a indicação feita pelo IBGE- Instituto de Geografia e Estatística.

publicidade:

A outra parte terá como destino final aos alunos que possuem renda familiar grupal igual ou inferior a 1,5 do salário mínimo “per capita” (por cabeça). Alguns tipos de universidades e faculdades já fazem essa distinção de vagas, mas poucas que o adotam conseguem chegar aos 50% integralmente. Isso fará com que os alunos que tiveram o ensino público como única opção consigam ter a chance e o acesso a níveis superiores de educação.

Críticas

O que levanta a critica dos opositores é que, ao invés de corrigir o problema, eles taparam o sol com a peneira, sendo mais fácil fazer uma política de cotas do que prover o ensino da rede pública com qualidade. Por outro lado, quem defende a tese diz que a discrepância entre os estudos é alarmante, fazendo com que essa media torne as coisas um pouco mais justas e iguais. Seja como for, após a sanção da Dilma Rousseff, a lei estará em vigor e beneficiará aqueles que fizerem jus a mesma.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook