Atualizado em: 23 setembro 2011

Casa de Pensão - Resumo

Veja neste artigo, o resumo do livro “Casa de Pensão” de Aluísio de Azevedo

A obra Casa de Pensão do autor Aluísio de Azevedo foi inspirada em um crime, Questão Capistrano, que ocorreu no Rio de janeiro no ano de 1877 e que envolveu dois estudantes, em uma situação muito próxima à da narrada por Aluízio.

No livro, o autor analisa a influências causadas pela sociedade em um indivíduo.

publicidade:

Resumo

Amâncio da Silva Bastos e Vasconcelos é um rapaz rico da província do Maranhão que parte para a corte do Rio de Janeiro para estudar e se encaminhar na vida, mas seus planos de estudos são sublimados pela vontade de ter uma vida livre bem diferente da vida escravizada que tinha sob as imposições do pai que sempre fora distante para com ele.

No início, Amâncio mora na casa do Sr. Campos, amigo de seu pai, mas logo recebe um convite de João Coqueiro para morar em sua pensão. João Coqueiro e sua esposa, Mme. Brizard estavam de olho no dinheiro de Amâncio e, por isso, o tratavam com toda deferência e planejavam casá-lo com Amélia, irmão de Coqueiro.

Na pensão havia muitos hospedes e a promiscuidade era generalizada, apesar da falsa moralidade imposta pelos proprietários. Naquele ambiente, Amélia se torna amante de Amâncio e quando este anuncia que precisa ir para casa, pois seu pai morrera e ele precisa ajudar a mãe, é ameaçado por Coqueiro que exige que antes ele se case com Amélia.

Amâncio planeja uma fuga, mas é preso por um oficial de justiça e o julgamento começa. O processo todo é recheado de mentiras e falsidades engendradas por Coqueiro, mas ao final, Amâncio é absolvido.

O caso se torna famoso e a absolvição de Amâncio é comemorada por todos que atiravam flores e cantavam para o estudante.

Por outro lado, Coqueiro sofre com o veredito e pega o revólver do pai para se matar, mas desiste e vai atrás de Amâncio que se encontrava no quarto II do Hotel Paris.

Coqueiro atira em Amâncio que dormia de barriga para cima e é preso por um policial. A mãe de Amâncio chega à cidade no meio de todo aquele alvoroço e vê numa vitrine o retrato do filho morto na mesa do necrotério.

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook