Camada de Ozônio

Camada de ozõnio

A camada de ozônio filtra 95% dos raios ultravioletas emitidos em pelo Sol em direção a Terra. (Foto: Divulgação)

A camada de ozônio tem extrema importância no que diz respeito a proteção em torno da Terra. É essa camada quem protege o planeta dos raios ultravioletas que o Sol emite.

Sem essa proteção não existisse a sensação de calor e de fato a luz solar chegaria a nós e aos demais seres vivos de forma bastante intensa e violenta.

“O buraco na camada de ozônio”

Pelo fato da camada de ozônio servir como proteção para a Terra e para os seres que nela habitam é fácil imaginar o quão preocupante é destruí-la. Sem sua presença os índices de câncer de pele seriam muito maiores, os problemas de visão, como a catarata teriam mais incidência e até as plantas viriam a ser prejudicadas.

Atualmente vivemos uma situação preocupante em que a degradação da natureza tem afetado diretamente a camada, não que ela venha a ter buracos propriamente ditos, porém sua espessura afina com o tempo.

O homem é o grande responsável por esse processo acontecer, pois é ele que emite os gases poluentes, as substâncias químicas e, principalmente, o clorofluorcarbonos (CFCs)

O protocolo de Montreal

O protocolo de Montreal foi criado em 1987, o acordado entre os 47 países que assinaram é que as emissões de gases poluentes iriam ser diminuídas, o que realmente aconteceu de fato, 80% foi a queda no consumo de CFC.

E para os que pensam que o afinamento da camada de ozônio não é assunto para preocupar toda a humanidade, sentimos, mas enganam-se esses, pois se os raios ultravioletas infiltrarem em uma Terra sem proteção alguma, a vida no planeta poderá entrar em extinção.

As consequências da destruição – Vídeo