Atualizado em: 24 outubro 2011

Cães da Província - Resumo

Veja neste artigo, o resumo da obra “Cães da Província” de Luís Antônio Assis Brasil

A narrativa de Cães da Província foi, inicialmente, apresentada como Tese de Doutorado pelo autor Luís Antônio Assis Brasil na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e, posteriormente, publicada em livro no ano de 1986.

A obra é um Romance Histórico de narrativa ficcional sobre a vida e obra do dramaturgo José Joaquim Campos Leão (1829 – 1883), conhecido como Qorpo-Santo, que perturbava a sociedade provinciana da época com seu teatro absurdo e satírico.

publicidade:

O enredo, constantemente, critica a sociedade rio grandense ou os chamados “cães da província” por sua mediocridade e submissão diante das normas e costumes sociais vigentes.

Resumo

O romance está estruturado em três atos: “Divinizemo-nos antes, se pudermos”, “ Como pode um homem provar que não é louco?” e “Onde termina a mentira, começa o sonho”.

No capítulo “Divinizemo-nos antes, se pudermos”, o narrador apresenta os detalhes da cidade e relata as preocupações da sociedade em relação aos crimes na Rua do Arvoredo e as primeiras interferências do conhecido Quorpo-Santo. Assuntos como sanidade, loucura, província e antropofagia são abordados a partir dos crimes ocorridos na cidade.

No capítulo “Como pode um homem provar que não é louco?”, Luís Antônio, através da idéia de interdição de Qorpo-Santo, discute sobre as primeiras iniciativas da medicina psiquiátrica em relação ao tratamento de doentes mentais nas últimas décadas do século XIX.

No capítulo “Onde termina a mentira, começa o sonho”, o autor finaliza todas as narrativas e histórias dos capítulos anteriores referente aos assassinatos e a interdição de Qorpo-Santo e sua posterior retirada para a cidade do Rio de Janeiro para tratar de sua saúde.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook