Atualizado em: 12 setembro 2011

A Cidade e as Serras - Resumo

Veja neste artigo, o resumo da obra “A Cidade e a Serra” de Eça de Queiroz

O livro “A Cidade e a Serra” foi publicado postumamente. Na obra, Eça de Queiroz, ironiza os males e desgraças da civilização em contrapartida aos valores da natureza e tranqüilidade dos campos.

O romance é denso e longo, mas considerado por muitos como um dos mais significativos da bibliografia do autor. A história é narrada em primeira pessoa pelo personagem-narrador, José Fernandes, que, apesar de relatar os fatos, é um personagem secundário.

publicidade:

José Fernandes, que admira Jacinto Tormes de forma exagerada, procura, ao longo do romance, demonstrar ao amigo que suas crenças ligadas à civilização e à tecnologia são um verdadeiro engano.

Resumo

O protagonista, Jacinto Tormes, é um rico fidalgo cuja família possui vastas terras em Portugal.

Jacinto é um apaixonado pela civilização e por tudo que ela oferece em termos de conforto e modernidade, para ele, o homem só é feliz quando é civilizado, o que implica viver em uma grande cidade com máquinas, barulhos de veículos e multidões.

Mas com o tempo o protagonista perde a robustez, o interesse e a credulidade em suas premissas e passa a sentir entediado. O barulho das ruas já parece alto de mais, o farfalhar dos vestidos das mulheres em recepções e festas passaram a ser insuportáveis.

Certo dia, obrigado a conhecer suas propriedades no interior português, Jacinto viaja para interior e apaixona-se pelo campo.

Na serra, Jacinto era outro homem. Passou a admirar a região, a se relacionar com as pessoas simples e transparentes. Casou-se com Flor de Malva e teve dois filhos, Teresinha e Jacinto.

No campo ele implantou algumas inovações e conseguiu obter o total equilíbrio, aproveitando as coisas necessárias e descartando as desnecessárias.

 

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook