Atualizado em: 8 fevereiro 2012

Justiça determina que Oscar volte para o São Paulo

De acordo com as informações divulgadas por diversos veículos de comunicação, o atleta deve voltar imediatamente para o clube paulista.
Você Sabia?
O primeiro prêmio individual que o meia Oscar ganhou foi o trófeu de melhor jogador do Mundial Sub-17. Na época, o atleta, que ainda estava no São Paulo, levou a sua equipe até a conquista do título.
Oscar volta para o São Paulo

Depois de dois anos no Internacional, Oscar deve se apresentar no São Paulo ainda nesta semana. (foto: Alexandre Alliatti)

Além das boas atuações da equipe no começo do Campeonato Paulista de 2012, os torcedores do São Paulo tem mais um motivo para comemorar nesta semana. Segundo as informações divulgadas pelo blog do Navarro, os desembargadores do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) votaram nesta quarta (08) a favor do recurso da equipe paulista contra a decisão que rompeu o vínculo entre o meia Oscar e o São Paulo.

Depois do anúncio da decisão, o site oficial do São Paulo divulgou uma nota onde o diretor de futebol do clube, Adalberto Batista, disse que o jogador, que está atualmente no Internacional, deverá retornar e cumprir com as suas obrigações de funcionário do clube. “O jogador deverá se apresentar imediatamente no clube e o seu contrato prorrogado pelo prazo em que o Oscar se ausentou, restabelecendo assim todos os direitos do São Paulo sobre o atleta”, disse Adalberto Bastista.

publicidade:

Entenda o caso

Desde 2004 no São Paulo, o jovem Oscar já mostrava aos 13 anos que tinha um grande potencial em se tornar um grande jogador no futuro. Quando ele completou 16 anos, a mãe do Oscar decidiu emancipar o seu filho para que o atleta pudesse assinar um contrato como profissional. Na época, o jogador fechou um acordo para jogar cinco anos no São Paulo.

No dia 18 de dezembro de 2009, o Oscar entrou na justiça alegando que foi coagido pelo clube paulista para assinar o contrato, além de falar que estava com os salários e o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço atrasados. No primeiro momento, o atleta saiu vitorioso no tribunal, mas depois o São Paulo conseguiu recorrer e os dois (clube e jogador) começaram a tentar entrar em um acordo. Depois de muitas reuniões e processos, o Oscar conseguiu se desvincular do clube paulista e assinou com o Internacional em junho de 2010.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook