Atualizado em: 7 outubro 2011

Jogos de Superliga Gay começam no próximo domingo

Acontecerá em Manaus no próximo domingo mais uma edição da Superliga Gay de vôlei, sendo assim a 20ª edição. Assim como o vôlei tradicional, existe um campeonato, mas com algumas regras diferentes.
Superliga Gay

Acontece em Manaus a 20ª edição da Superliga Gay de vôlei, seguindo a mesma linha do tradicional, mas com algumas regras diferentes. (Foto: Divulgação)

Na cidade de Manaus no próximo domingo acontece a 20ª edição da Superliga Gay de vôlei, que terá dessa vez a participação de 17 equipes, o que resulta em 200 pessoas, contando entre jogadores e membros da comissão técnica.

A abertura da Superliga Gay será realizada na quadra do Centro de Desenvolvimento Comunitário do Coroado (CDCC), localizada na Zona Leste da cidade de Manaus. A competição será dividida em duas fases, sendo a primeira delas no CDCC e a segunda fase no ginásio Ninimbergue Guerra, em São Jorge, localizado na Zona Oeste.  Para assistir a competição basta levar 1kg de alimento.

publicidade:

A competição visa ser utilizada como ferramenta contra a homofobia. “Na última fase da competição é que vamos cobrar ingresso. O valor será para ajudar famílias do bairro do Coroado, onde fomos recebidos logo quando começamos a jogar, sem preconceito. Aliás, é importante ressaltar que usamos o voleibol como uma ferramenta contra a homofobia”, diz Daniel Coelho, o presidente da Superliga Gay.

Além de troféus e medalhas, os três primeiros lugares serão premiados com R$ 1 mil, R$ 500 e R$ 200, respectivamente.

Como começou a Superliga Gay?

As disputas tiveram início com apenas duas equipes no ano de 1992, na quadra da Igreja São Sebastião, localizada no centro da cidade de Manaus. Nesse tempo, houveram problemas durante as disputas que chegaram a ser proibidas pelo Frei Fulgêncio, que não aceitava o comportamento dos jogadores que usavam roupas curtas e escandalosas nos jogos.

Frente a essa situação, o professor de Educação Física Agenor Peixoto resolveu criar um campeonato exclusivo para os atletas gays. Foi quando ele levou os jogos para o ginásio do Serviço Social do Comércio, em 1993. Os jogos aconteceram até 2005 e no mesmo ano os jogos passaram a ser realizados na Rua Constantino Nery, no Bairro da Chapada, Zona Centro-Sul.

O jogos da Superliga Gay possui regras diferentes dos jogos tradicionais de vôlei, como não poder tocar no adversário e caso isso aconteça, é ponto para o time oposto. As comemorações após um ponto feito são permitidos apenas por sete segundos e também não são permitidos palavrões.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook