Atualizado em: 7 setembro 2013

A história de Leônidas da Silva - o Diamante Negro

Trouxemos um pouco da história do grande jogador Leônidas Silva o Diamante Negro!
Você Sabia?
Leônidas da Silva o Diamante Negro foi quem inventou a "bicicleta" e acabou se tornando sua marca registrada.
A história de Leônidas da Silva - o Diamante Negro ( Foto: Divulgação)

A história de Leônidas da Silva – o Diamante Negro ( Foto: Divulgação)

Leônidas da Silva, conhecido também como Diamante Negro foi um gênio do futebol antes de Pelé e hoje dia 06 de setembro completaria 100 anos. Ele era chamado de homem borracha e Diamante Negro e muitas são as histórias de sucesso da vida deste grande jogador. Ele fazia lotar estádios para que pudessem ver o seu futebol arte.

Abaixo um breve relato sobre a história de Leônidas da Silva.

A história de Leônidas da Silva – o Diamante Negro

  • Leônidas da Silva nasceu em São Cristóvão no Rio de Janeiro no dia 6 de setembro de 1913 e era filho de Maria e Manoel Nunes da Silva.
  • Começou a jogar futebol no alvinegro São Cristóvão e logo foi contratado pelo campeão do mundo da época o uruguaio Peñarol em 1933.
  • Quando retornou ao Brasil jogou pelo Vasco da Gama em 1934 e foi campeão carioca.
  • Foi convocado pela seleção brasileiro e autor do único gol da Copa do Mundo daquele ano.
  • Já em 1935 ganhou mais um título carioca pelo Botafogo.
  • Em seguida foi para o Flamengo onde conseguiu mais um título carioca em 1939, sendo o terceiro da sua carreira.
  • Foi em 1938 para a seleção brasileira e conseguiu que a seleção ficasse em terceiro lugar e foi artilheiro com 7 gols marcados em 4 partidas disputadas.
  • Com trinta anos foi contratado pelo São Paulo e sua estréia foi no dia 24 de maio de 1942 em um clássico contra o Corinthians onde o resultado foi um empate de 3 a 3 e o maior público no estádio.
  • Neste mesmo ano Leônidas fez um gol de bicicleta no clássico contra o Palestra Itália e este tipo de lance passou a ser sua marca registrada.
  • Como jogador do São Paulo conquistou cinco títulos estaduais em 1943, 1945, 1946, 1948 e 1949.
  • Depois que abandonou o futebol virou comentarista esportivo e chegou a ganhar sete Troféus Roquette Pinto.

Leônidas foi realmente um nome forte e um dos melhores jogadores de sua época e considerado o melhor da época do rádio. Este grande craque faleceu no dia 24 de janeiro de 2004 em Cotia, sofrendo de Alzheimer.

A história de Leônidas da Silva - o Diamante Negro ( Foto: Divulgação)

A história de Leônidas da Silva – o Diamante Negro ( Foto: Divulgação)


Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook