Atualizado em: 12 setembro 2011

5 mil vagas de emprego no Parque Tecnológico da UFRJ

As áreas que provavelmente mais precisarão de mão de obra são: matemática, física, química, geologia, biologia e informática.

Quem está a procura de emprego, e mora no Rio de Janeiro ou pretende morar lá, deve ficar de olho nas vagas que serão abertas no Parque Tecnológico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), complexo que está sendo erguido na Ilha do Fundão. Trata-se de cinco mil vagas até 2015. O que justifica a abertura dessas vagas é o fato de que grandes empresas estão investindo em instalação de centros de pesquisa e tecnologia, tais empresas apostam na proximidade com a universidade para desenvolver projetos de ponta em vários setores, como petróleo e gás, biocombustíveis, telecomunicações e siderurgia.

A área que já está recebendo as instalações é de 350 mil metros quadrados, no qual, contará com 12 companhias de grande porte, como Siemens, Baker Hughes, Schlumberger, BG Group, TenarisConfab, FMC, Halliburton, Usiminas e General Electric (GE), entre outras, e 16 chamadas “empresas nascentes”, que fazem parte da incubadora da Coppe/UFRJ e desenvolvem projetos em setores variados. Sem contar com a Petrobras, cujo Centro de Pesquisas (Cenpes) não é administrado pelo Parque Tecnológico, mas fica na Ilha do Fundão.

publicidade:

De acordo com a Agência Brasil, A universidade planeja também expandir a área do Parque Tecnológico e, para isso, está em negociação com os governos estadual e municipal e o Exército para a liberação de terrenos que fazem parte da Cidade Universitária, mas que pertencem ao Exército.

Seguem as áreas que provavelmente mais precisarão de mão de obra: matemática, física, química, geologia, biologia e informática. Mas haverá espaço para outras especialidades, como no caso da BG Brasil, que atua na exploração e produção de gás natural

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook