Atualizado em: 19 abril 2012

Transitividade Verbal: Conceito e Exercícios

A questão do verbo, funciona da seguinte maneira, é algo no qual se predomina de uma forma em que se classifica como Transitivo e Transitivo Direto.
Você Sabia?
Seja como for o seu jeito de pensar, ao escrever algo para alguém respeite a Síntese filosófica, algo no qual denomina-se como o dual dialético de análise filosófica, para que entenda, é a palavra que significa efetivamente ao binômio síntese versus análise.
Transitividade Verbal: Conceito e Exercícios

Foto: Diculgação.

Existem alguns exercícios de língua portuguesa nos quais nem sempre sabemos como resolver não é mesmo? Pois bem, não que seja fácil de aprender, mas é interessante buscar informação, algo como a Transitividade Verbal, algo no qual muitas pessoas estão sempre buscando se informar.

Transitividade Verbal

No caso do verbo transitivo – Este é um verbo no qual se exige um sentido de complemento na frase, algo no qual pode ou não vir revelado na oração.

publicidade:

No caso do transitivo direto, este funciona como um acompanhamento de um objeto sem preposição que seja obrigatória, algo como (objeto direto ou objeto direto preposicionado).


Exercícios

Em ambos os casos, é necessário que haja um exemplo de verbo, no caso do transitivo direto, exige- se um complemento para que consiga se inteirar seu sentido, isso, falando resumidamente, é como quando se compra, ou compra-se obrigatoriamente algo.

Existe uma denominação para o complemento do verbo que no caso, é chamado de ‘objeto’. Uma vez que, o objeto esteja ligado ao verbo sem intervenção de uma preposição, ele passa a ser chamado de ‘objeto direto’.

– No caso, quando se é chamado como citamos antes, o verbo se torna um ‘verbo transitivo direto’. Existem o verbo ‘objeto direto preposicionado’, onde está ligado ao verbo por uma preposição não obrigatória, siga os exemplos a seguir.


Exercícios

Ex.: A criança bebeu          a água que era sua.
transitivo                              complemento com preposição
direto                                           não obrigatória

– Transitivo indireto: esse vem acompanhado de um objeto com preposição obrigatória (objeto indireto).

Ex.: As crianças devem obedecer                            seus professores.
transitivo indireto                              objeto indireto (preposição obrigatória)

– Neste caso, o exemplo mostra algo como um verbo que requer complemento para que se interaja com o sentido da palavras, pois quem “obedece”, obedece alguém não é mesmo, ou seja, é necessário que há uma outra pessoa ou algo. O complemento que está ligado ao verbo com a intervenção de uma preposição é chamado de “objeto indireto”.

Os Conceitos da Transitividade Verbal

Clique aqui para aprender mais!

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook