Atualizado em: 15 abril 2010

Senai SP

O SENAI é a sigla do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial. É um órgão criado e projetado para promover a educação. Sua missão é embasada em duas vertentes bastante estruturadas. Uma é o trabalho voltado para a juventude e a outra, em ser uma perseguidora de meios para a evolução da produtividade industrial no país.

A mais marcante característica do SENAI é seu forte elo com o segmento industrial do país. Afinal, todos os cursos que a entidade promove é para jogar profissionaos qualificados para trabalhar neste setor. Ela é uma autarquia e não dependo do governo, diretamente, para sobreviver.

publicidade:

A ligação entre o SENAI e as indústrias acontece porque o órgão é de natureza deliberativa, onde os empresários encontram todos os recursos para apontar caminhos e mostrar suas opiniões, mas também, é da função do SENAI, projetar o mais adequado de realizar os atendimentos nas áreas administrativas.

A entidade possui seções espalhadas por todo o Brasil, seja na capital ou interior. Estes departamentos, por sua vez, possuem um diretor ou diretora que deve ser nomeado pelo presidente do Conselho Nacional.

A entidade perpara para as indústrias

Os cursos oferecidos pelo SENAI abrangem as áreas de aprendizagem industrial, curso técnico, curso superior, pós-graduação e formação continuada. Todos estruturados com excelentes profissionais, altamente bem treinados para saberem treinar.

Na parte de nível técnico, mais especificamente no SENAI São Paulo, se oferece O Curso Técnico, que gratuito e projetado para as mais  diversas áreas industriais, como mecânica, eletrônica, telecomunicações, vestuário entre outros. O curso dura 2 anos, em média e a entrada do aluno dá-se somente pelo processo seletivo.

Como o próprio nome já diz, Curso Técnico, é pré-requisito que o interessado tenha concluído o ensino médio ou que comprove que vai terminar o ensino médio até um dia antes do início das aulas. A história do SENAI de São Paulo deu seu primeiro passo em 28 de agosto de 1942, dirigido pelo engenheiro Roberto Mange, que era professor da Escola Politécnica de São Paulo e que na década de 20, se aprimorou em qualificar as técnicas para a formação de trabalhadores.

Você também vai gostar disso:

Conte-nos o que achou da matéria usando o facebook